Vídeo: PM nega, mas manifestante afirma que foi atingida por bala em Lauro de Freitas

Compartilhe nas redes sociais:
O clima ainda é tenso na Estrada do Coco, no Km 01, próximo da entrada da cidade de Lauro de Freitas, região metropolitana de Salvador, na manhã desta sexta-feira (28). Diversos trabalhadores protestam contra as reformas Trabalhista, da Previdência e Terceirização.
A assessoria do Sindicato dos Trabalhadores Municipais da Educação de Lauro de Freitas (ASPROLF) enviou um vídeo para o Bnews, no qual uma manifestante relata que foi atingida por uma bala de borracha disparada por policiais da Rondesp. “Quando dei as costas, o pessoal da Rondesp começou a jogar bombas sem necessidade nenhuma. Estávamos sendo pacíficos. Fui agredida sem necessidade. A Rondesp atirou usando balas de borracha e bombas. Estou revoltada. Estou ferida sem necessidade”, disse a jovem identificada como Lindinalva. Após a situação, ela foi levada para uma Unidade de Pronto Atendimento, no bairro da Itinga.
Por meio de nota, a assessoria da Polícia Militar informou que os policiais tentaram negociar para que pessoas não perdessem o voo, mas como os manifestantes não respeitaram os argumentos e resistiram em liberar a via a PM desobstruiu a via. “Não houve disparo de elastômero (bala de borracha). Após nova negociação, os manifestantes concordaram em fazer bloqueios intercalados no local”, diz trecho de nota enviada pela assessoria.
Na quinta-feira (27), o coordenador geral do sindicato, Valdir Silva, afirmou ao site que os dois sentidos da Estrada do Coco, no Km 01, próximo ao portal de entrada da cidade, seriam bloqueados. Por volta das 4h desta sexta, uma viatura da Polícia Militar já estava no local.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *