Caso de falsa médica em posto de saúde de Candeias é investigado

Compartilhe nas redes sociais:

 

Tem circulado na cidade de Candeias, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), o caso da suposta falsa médica que estaria atuando no Posto Luiz Viana Filho com o registro no Conselho Regional de Medicina da Bahia (Cremeb) da profissional Adriana Maltez.

Procurada, a prefeitura de Candeias afirmou que até esta quinta-feira (11) “não houve nenhuma formalização de queixa em relação ao tema em discussão”.

Conforme a coordenadora da unidade de saúde, todos os profissionais que atuam possuem documentação exigida para desenvolver suas atividades, nesse caso, o Registro no Conselho de Medicina (CRM). De toda forma, a Secretaria Municipal de Saúde já está analisando através de inquérito administrativamente o caso e caso seja encontrando qualquer indício de dolo, haverá denúncia deste crime nos órgãos adequados”,

A secretária de Saúde do município, Soraia Cabral, diz que “não comungará com nenhum ato à margem das leis”. “Estamos fortalecendo a relação com os órgãos de controle e fiscalização social, com o Ministério Público e com o Conselho Municipal de Saúde com o objetivo de dar total lisura às ações desta pasta”, disse a gestora.

O Sindicato dos Médicos da Bahia (Sindimed) e o Cremeb foram procurados pela reportagem, mas informaram que ainda não receberam qualquer denúncia sobre o caso.

Nas redes sociais, funcionários da unidade de saúde relataram comportamentos da suposta médica considerados estranhos e que levantaram a suspeita da formação da mesma. Um relato aponta que a funcionária foi flagrada por um médico quando tentativa aplicar uma ampola de dipirona em um paciente de apenas um ano de idade. Interrompida e questionada sobre a dosagem, ela quis saber, então, qual seria dose correta e foi informada de que o recomendado é apenas a metade do que

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *