Governo criará sistema complementar de ônibus para o metrô

Compartilhe nas redes sociais:

Passageiros que utilizam o sistema de integração ônibus-metrô poderão contar com linhas complementares dos bairros às estações de metrô. O anúncio foi feito pelo governador Rui Costa, durante entrevista com jornalistas, na tarde desta quarta-feira (14). O governo vai abrir licitação para o transporte complementar, mas não informou a data.

O governador afirmou que a proposta das empresas de transporte foi inviável e por isso a necessidade de criar um novo sistema. “O último pleito das empresas não dá para considerar. Eles querem R$ 1,80 por perna. Isso quer dizer que dos R$ 3,60 que a população paga, eles vão ficar com os R$ 3,60. E quem paga o metrô? Eu já vou botar subsídio e ainda pagar integralmente?”, criticou.

Rui explicou a necessidade da complementação, devido ao não entendimento com a prefeitura na cobrança do valor da passagem. Ele pontuou que o contrato entre a Prefeitura e o Governo dispõe que o Estado pode licitar contratos de transporte em até 5 km de distância das estações. “Isso para mim é suficiente. Os ônibus podem continuar cobrando a passagem que eles querem, ficam com todos os R$3,60 e eu vou licitar um sistema complementar”, disse.

Segundo o chefe do Executivo, os ônibus complementares custarão o mesmo valor e terão ar condicionado. “Não quero um tostão do sistema de ônibus, só não vou botar dinheiro lá. Eles [prefeitura] ficam com o sistema deles e eu monto meu sistema. E o povo vai escolher se quer ir no ‘buzu’ sem ar condicionado no engarrafamento ou ir no de cá com ar condicionado. É o povo que vai escolher”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *