Maikon Leite se diz ‘zero bala’ e espera sequência no Bahia

Compartilhe nas redes sociais:
O atacante Maikon Leite chegou ao Bahia com status de grande contratação. Mas, além de não ter recebido oportunidades, o jogador logo sofreu uma lesão na panturrilha.
 
Nesta quarta-feira (26), em entrevista coletiva, o atleta lamentou o período afastado do elenco. “Qualquer lesão é complicada para um jogador. Ainda mais a minha situação, porque eu não estava jogando, não estava sendo aproveitado. Não tive o começo que eu gostaria no Bahia. E aí, quando você tem mudança de treinador, quando tem uma nova motivação, você tem uma lesão. Não foi fácil, mas trabalhamos certo, e hoje eu estou zero”.
 
Mas, recuperado e à disposição de Jorginho, o jogador garantiu estar pronto para jogar contra o Sport, no domingo (30). “Hoje eu estou zero bala, pronto para jogar, estou me sentindo bem, sem problema nenhum. Se o Jorginho optar por me colocar entre os 11 ou entre os três que vão entrar, eu estou pronto. Tem muitos desfalques na frente, pode ser uma oportunidade a mais. Vamos colocar uma pulga atrás da orelha dele, que vai ser importante”.
 
Sobre sua condição física, Leite afirmou estar em um melhor nível do que quando chegou ao clube. “Hoje eu estou melhor. Muito melhor, por sinal. Estou confiante que eu possa voltar a jogar, voltar a me sentir bem, ter confiança, ter uma sequência, quem sabe, e voltar a ser o Maikon Leite que todo mundo sabe”.
 O atacante ainda fez uma análise do adversário, clube que também defendeu na carreira. “É uma equipe que está muito melhor que a gente no Campeonato. É uma rivalidade do Nordeste. Recentemente, fomos campeões em cima dele. É algo especial, por serem dois clubes do Nordeste, que estão sempre brigando ali. É uma equipe difícil, que sabe jogar. Os jogadores que não vêm… Eu conheço todos, são meus amigos. E que bom que não vêm, senão… Mas é um grupo qualificado. Eles estão muito melhores que a gente no momento. Tem que respeitar, mas respeitar jogando. A gente sabe que, jogando dentro de casa, a gente é muito forte. E vamos buscar os três pontos”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *