Passageiro diz que lancha que virou era menor e substituia embarcação quebrada

Compartilhe nas redes sociais:
A lancha que naufragou na manhã desta quinta-feira (24), na Baía de Todos os Santos, saindo de Mar Grande para Salvador, cumpria o trajeto na condição de reserva. Em entrevista para a Rádio Sociedade da Bahia, um dos sobreviventes afirmou que a embarcação Cavalo Marinho I era menor do que a que realiza a travessia naquele horário. 
 
Segundo ele, a embarcação que faz a travessia diariamente era “uma lancha grande, uma lancha mais ‘bojuda’, que não tem problema nenhum de pegar uma onda grande e viajar numa boa. Só que nesse horário de 6h30, uma lancha quebrou, e eles colocaram uma lancha pequena, irresponsabilidade”. 
 
Conforme descreveu à rádio, começou a chover e os ocupantes tentaram fugir da chuva para o outro lado da embarcação, no momento em que uma onda forte atingiu a lancha provocando o naufrágio. “Todo mundo correu para um lado. Quando veio aquela onda forte e a lancha virou”, contou.
 
O homem ainda se queixou da demora no início do socorro. “Duas horas para chegar um atendimento pra gente lá”, afirmou, ressaltando que muitas pessoas viajavam no compartimento de baixo da lancha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *