Manifestações culturais ocupam as escolas da rede municipal no Dia do Folclore

Compartilhe nas redes sociais:


Alunos das escolas municipais de Lauro de Freitas saíram da rotina nesta terça-feira (22). No dia em que se comemora o Folclore, as instituições educacionais fizeram um resgate da cultura com atividades alusivas à data. Bumba meu boi, carimbó, maculelê, samba de roda, e outras manifestações culturais populares que traduzem a identidade brasileira ocuparam os espaços e o olhar atento dos alunos.

Para a coordenadora da Escola Municipal de Vila Praiana, Maria Jane, “momentos como este são importantes para não deixar a história se perder. Trazer isso de forma viva pra escola que é um espaço de formação é fundamental”.

Entre um acarajé e outro, as crianças ouviram histórias, apreciaram e apreciaram as apresentações. “Eu gosto bastante das danças”, revelou Ariel da Paixão, aluno do 3º ano. Já Clarice Gonçalves do 4º ano, enquanto comia um acarajé revelou que prefere as comidas típicas. O acarajé, servido como lanche nas escolas, compõe um dos mais conhecidos símbolos da cultura baiana.

A Prefeitura também participou da celebração pelo Dia do Folclore realizada na Câmara de Vereadores, com a apresentação de capoeira. “Além de ser um elemento cultural forte a capoeira é utilizada na educação de muitos jovens, então temos que valorizar” ressaltou João da Cruz, capoeirista há 27 anos no município.

Para o secretário de Cultura de Lauro de Freitas Manoel Carlos “hoje é um dia importante para a cidade. São muitas atividades acontecendo como essa homenagem que que a cultura municipal recebeu na CMLF. É mais um momento de vitalidade cultural e estamos muito felizes com as possibilidades culturais que temos no município com essa gestão”.

O Folclore

No Brasil, o Folclore é celebrado no dia 22 de agosto. A data ficou instituída como oficial através do Decreto de Lei nº 56.747, de 17 de agosto de 1965, aprovado pelo Congresso Nacional. O termo folclore que significa literalmente “aquilo que o povo faz” se originou através de um neologismo criado pelo britânico William John Thoms, que uniu as palavras inglesas folk (que significa “povo”) e lore (que quer dizer “conhecimento”).

Entre os personagens mais conhecidos do folclore brasileiro estão o Saci-Pererê, o Curupira, o Boitatá, o Boto Cor de Rosa, a Mula-Sem-Cabeça. Na dança se destacam a capoeira e o maculelê. Na culinária há uma variação de acordo com cada região do Brasil. No Nordeste o destaque é o acarajé.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *