Rede Sustentabilidade nega crise interna: querem desqualificar pré-candidatura de Marina

Compartilhe nas redes sociais:
[Rede Sustentabilidade nega crise interna: querem desqualificar pré-candidatura de Marina]

Em entrevista ao BNews, na manhã desta segunda-feira (30), membros dos comandos nacional e estadual da Rede Sustentabilidade negaram que o partido esteja em meio a uma crise interna. Segundo uma reportagem do jornal O Estado de S.Paulo, o partido se vê diante de problemas financeiros, conflitos ideológicos e com a possibilidade de debandada de filiados.

“Causou surpresa na direção estadual [a reportagem], não condiz com a verdade. O partido está coerente. Temos de fato dificuldade financeira, o repasse do fundo partidário diminuiu de 11% para 5%. Mas isso não influencia nossa pauta política. Isso é para desestabilizar a direção nacional, mas isso não vai acontecer”, disse a porta-voz estadual da sigla, Iaraci Dias. Atualmente, as transferências do fundo são da ordem de R$ 280 mil por mês.

A publicação também fala em uma suposta dificuldade da Rede em dialogar com outras siglas, o que tem reforçado as divergências, já que o grupo de Marina Silva teria restrições sobre construir alianças com outros partidos para aumentar o tempo de TV em 2018. “A única verdade na matéria é o fato de estarmos com poucos recursos. O restante é ilação do Estadão. A estratégia perversa de tentar desqualificar a pré-candidatura de Marina”, acrescentou.

Ao BNews, o coordenador-executivo do partido na cúpula nacional, Bazileu Margarido, também negou a crise e afirmou que a sigla publicará uma nota oficial sobre o assunto ainda nesta segunda-feira. Ele faria parte do círculo próximo a Marina, cuja postura seria alvo de críticas do deputado federal Alessandro Molon (RJ), dentre outros filiados. Procurado pela reportagem, Molon não atendeu as ligações até a publicação desta notícia. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *