Vizinhos de universitário morto após assalto reclamam de violência na região Jovem de 26 anos foi morto após assalto no bairro da Federação

Compartilhe nas redes sociais:

 

A rotina de violência na rua Engenheiro Jaime Zaverucha, no Parque São Brás, na Federação, acabou vitimando o estudante Felipe dos Santos Silva, de 26 anos, assassinado após reunir a um assalto por volta das 22h30 desta quinta-feira (9)

O jovem, que era conhecido como Felipe Doss, morava em uma república estudantil naquela rua. Um vizinho que não quis se identificar declarou que o estudante tinha saído para comprar pastel, quando criminosos em um carro Siena prata, os abordou, para tentar roubar o seu celular.

O jovem reagiu tentando se afastar, mas um dos bandidos puxou Felipe pelo cabelo e deu um tiro à queima-roupa na cabeça dele. O jovem recebeu primeiros socorros de um vizinho que trabalha no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), e ainda foi levado de ambulância ao Hospital Geral do Estado (HGE), na avenida Vasco da Gama, mas acabou falecendo.

Muitas pessoas lamentaram a morte do estudante. Vinícius Alves, coordenador LGBT do Governo da Bahia, que era amigo e dividiu a casa com Felipe, declarou: “Era uma pessoa maravilhosa, trabalhadora e compromissada com o futuro do país”. João Carlos Salles, reitor da UFBA, lamentou: “Querido Felipe Doss, estamos sem palavras, por estarmos agora sem seu riso”. Outros amigos e conhecidos falaram da importância do estudante: “Mais que um companheiro, um grande homem que sempre lutou pelas minorias, em defesa da universidade e das LGBT’s. Estou sem chão”.

 

Defensor das causas da população LGBT, o estudante era integrante do Diretório Central dos Estudantes (DCE) da Ufba. Em um vídeo de 2015, Felipe faz um convite para o congresso da universidade, que pretendia debater políticas para esta parcela da população:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *