Lauro de Freitas e mais sete cidades baianas vão adotar vacina fracionada da febre amarela

Compartilhe nas redes sociais:
Resultado de imagem para vacina contra a febre amarela Lauro de Freitas

A vacina contra febre amarela vai ser repartida em várias doses para imunizar mais gente. A técnica já foi usada na África, pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Nesta terça-feira (9), o governo federal explicou como isso vai ser feito no Brasil.

É a primeira vez que acontece o fracionamento de vacina no Brasil. Na manhã desta terça-feira (9), o ministério da Saúde anunciou que a vacina fracionada vai ser aplicada em três estados: Bahia, Rio de Janeiro e São Paulo. São setenta e cinco municípios: cinquenta e dois em São Paulo, quinze no Rio e oito na Bahia. A meta é vacinar dezenove milhões e setecentas mil de pessoas.

A campanha vai ser feita apenas onde há evidência de circulação do vírus e um grande risco de transmissão. O ministério da Saúde vai disponibilizar quinze milhões e duzentas mil seringas para que o fracionamento seja feito. 

A dose de que antes era dada a uma só pessoa vai ser repartida em 5 partes iguais e poderia imunizar até cinco pessoas. Mas o governo considera que o fracionamento vai provocar a perda de uma dose – e na prática, uma dose vai vacinar quatro pessoas.

Ainda, a dose fracionada não será destinada a todos, diz a pasta. Crianças de 9 meses a até 2 anos, pessoas com condições clínicas específicas (como pacientes com HIV/Aids), gestantes e viajantes internacionais vão continuar tomando a dose padrão.

A meta do governo é vacinar 19,7 milhões de pessoas em 75 municípios destes estados. Ao todo, 15 milhões receberão a dose fracionada da vacina e outras 4,7 milhões, a dose padrão.

A vacina fracionada vai ser dada somente nos setenta e cinco municípios definidos pelos governos estaduais. Veja a relação completa.

Nota da Sesab:

A vacinação contra Febre Amarela será feita em forma de campanha, visando imunizar o maior número possível de pessoas (meta mínima 95%), em um curto espaço de tempo, em municípios selecionados por terem história de epizootias confirmada para febre amarela em 2017 e serem localizados na Região Metropolitana: Salvador; Camaçari; Candeias; Itaparica; Lauro de Freitas; Mata de São João; São Francisco do Conde e Vera Cruz.

 

A Bahia foi incluída na estratégia do MS para fracionamento da vacina por ter história de epizootias confirmada para febre amarela em 2017 e por ter uma capital com grande contingente populacional. No estado, a campanha de vacinação contra a Febre Amarela será no período de 19 de fevereiro a 9 de março, sendo 24 de fevereiro dia D.

A vacina será fracionada para todos os indivíduos não vacinados, exceto crianças menores de dois anos, viajantes internacionais que necessitem do Certificado Internacional e pessoas com algumas condições clínicas especiais, como HIV e pacientes em quimioterapia, por exemplo.

A Secretaria da Saúde do Estado, por intermédio da Diretoria de Vigilância Epidemiológica da Superintendência de Vigilância e Proteção da Saúde, elaborou o Plano de Ação e está adotando todas as providências necessárias junto aos municípios envolvidos, para alinhar a realização da Campanha.

 



Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *