Precisamos falar de Léo Santana, o tal ‘Gigante’ brabo

Compartilhe nas redes sociais:
[Precisamos falar de Léo Santana, o tal 'Gigante' brabo]

Prestes a completar 30 anos em abril, Léo Santana vive o melhor momento de sua carreira e precisamos falar do fenômeno que se tornou esse rapaz, fazendo jus ao apelido de ‘Gigante’. Com passagens pelas bandas Som Bahia, Simplicidade Maior, Zairê, Arte e Cia, Garotos de Programa, Pegadha de Guettho, Apert Play e Parangolé, tem mostrado evolução ao longo dos anos. 

Apesar de ter alcançado grande sucesso em 2010, com o hit ‘Rebolation’, que lhe tornou conhecido nacionalmente, Léo conseguiu ir além e contrariar quem chegou a dizer que ele não iria mais para lugar nenhum. Em ascensão contínua desde o verão passado, neste ano, ele tomou com louvor o posto de dono da alta estação na capital baiana, tendo como prova o ensaio mais cobiçado e procurado por baianos e turistas, deixando qualquer outro como coadjuvante. 

Mas, o sucesso de Léo não se resume apenas às quatro edições do ‘Baile da Santinha’, realizadas no mês de janeiro. Antes mesmo da chegada do verão, ele foi um dos nomes que mais atraiu público, não só em Salvador, mas também em diversas cidades da Bahia e do Brasil. Comprovando tal “estrondo” nos ensaios, o cantor chega como o principal artista baiano para o Carnaval, mais uma vez, já que em 2017 ganhou o principal título da folia com a música ‘Santinha’. 

Este ano, a aposta do cantor é com o hit “Várias Novinhas”, em meio ao repertório, que tem tido grande aceitação do público, com diversas músicas próprias e outras que ganharam reforço de artistas nacionais como Wesley Safadão, Henrique e Juliano, Aviões e Harmonia do Samba. Se depender de quantidade de execuções, Léo sai com uma grande vantagem por ser um dos cantores que mais irão se apresentar no Carnaval de Salvador. 

Antes mesmo da abertura oficial da folia, o cantor já comanda o “Pipoco”, na Barra, no dia 6 de fevereiro (terça-feira). Um dia depois, na famosa “quarta das fanfarras”, Léo também marca presença com o ‘Bloquinho do Gigante’. No primeiro dia oficial do Carnaval, ele praticamente se joga nos braços do povo e comanda um trio sem cordas, no circuito Osmar (Campo Grande), a partir daí inicia uma verdadeira maratona, com apresentações duplas. No mesmo dia, se apresenta no camarote Planeta Band/Harém. 

Na sexta (dia 9), o cantor terá o ápice da sua trajetória carnavalesca, quando estreia à frente do Bloco do Nana, uma espécie de bloco próprio, já que comanda a agremiação também no sábado. Nesses dois dias, além dos desfiles, o ‘Gigante’ fará show também no Camarote do Nana e Camarote Salvador respectivamente. Mas, não para por aí. No domingo, único dia fora da capital baiana, ele será um dos responsáveis por animar as festas nas cidades de Recife (PE), Brasília (DF) e Muzambinho (MG). 

Retornando para maior festa de rua do mundo, na segunda, Léo desfila mais uma vez para o folião pipoca, novamente no Campo Grande, com show no Camarote Club em seguida. Na terça, para fechar o Carnaval em Salvador, o pagodeiro estará à frente, mais uma vez, de um dos bloco mais tradicionais da festa, As Muquiranas, finalizando com apresentação no Camarote Skol. E para encerrar de vez, ele fará seu 16º show no período, em Porto Seguro, na quarta-feira de cinzas.

Com o fim do Carnaval, há quem acredite que chega o período de descanso. Para muitos artistas sim, mas não para Léo Santana. Após a folia, o cantor se prepara para uma turnê internacional com três shows nos Estados Unidos, em Miami, dia 16, Newark, dia 17, e Boston, dia 18. Só depois disso, o ‘Gigante’ terá direito a férias.

*Tiago Di Araujo é repórter de entretenimento do BNews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *