Empresas de ônibus em Salvador podem quebrar e pedem rescisão de contrato, diz Integra

Compartilhe nas redes sociais:

As empresas que administram o transporte urbano por ônibus em Salvador podem quebrar. A informação foi divulgada, por meio de nota nesta segunda-feira (26/3), pela associação que representa o grupo, a Integra. O informe sai em meio à reivindicações dos rodoviários do sistema complementar que cobram integração com o metrô.

De acordo com a Integra, a reivindicação do Subsistema de Transporte Especial Coletivo (STEC) para realizar a integração precisa, necessariamente, ser avaliada pela Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob). Caso isso aconteça, avaliam as empresas, trará “impactos” aos contratos.

Os empresários pontuam ainda que o acordo firmado com a Prefeitura “se encontram em agudo desequilíbrio econômico-financeiro com risco iminente de colapso”. A Integra afirmou também que as concessionárias ingressaram com ação judicial pedindo a rescisão contratual ou o que chamou de reequilíbrio.

Na mesma nota, a associação lembrou que o STEC opera de forma precária, em desacordo com Leis Federais e Municipais. Uma delas, inclusive, aponta que deve ser aberto um processo licitatório no qual devem ser selecionados os permissionários do serviço. A Integra garante que nunca houve licitação em Salvador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *