‘O bebê chorava muito’, diz socorrista que retirou vítimas de carro

Compartilhe nas redes sociais:

O acidente que matou a assistente social Ana Carolina Andrade, 32 anos, e deixou feridos o filho dela, um bebê de 3 meses, e o marido, Leandro Nery, 36, é narrado pelo socorrista Eric Mascarenhas, 22, como uma das cenas mais tristes de sua vida. Técnico em segurança do trabalho das obras do metrô, foi Eric quem retirou pai e bebê do veículo, atingido por um guard rail [proteção de metal], na manhã desta terça-feira (3), na Avenida Paralela, na região do bairro da Paz, em Salvador.

“Foi chocante em um nível absurdo. Eu só tive reação para tirar o neném lá de dentro porque ele [o bebê] chorava muito e estava completamente sujo de sangue. Acredito que ele pode ter se cortado com os vidros do carro, ele tinha um pequeno corte na cabeça. O pai estava desacordado. Acordou em minutos, mas, apesar de acordado, não conseguia falar nada”, relatou ao CORREIO. Segundo ele, o bebê estava sentado em uma cadeirinha – que não foi atingida.

FONTE: CORREIO 24 HORAS

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *