Bahia sediará seminários de tecnologia integrada

Compartilhe nas redes sociais:

Mauro Cardim é secretário municipal de Planejamento, Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico de Lauro de Freitas

Entre os dias 1º e 2 de agosto, Lauro de Freitas sediará o I Seminário de Integração Metropolitana de Redes e Tecnologias. Encontros similares também ocorrerão nos próximos meses, até dezembro, em Feira de Santana, Ilhéus, Itabuna, Vitória da Conquista e Barreiras. De acordo com um dos organizadores desta iniciativa, Mauro Cardim, secretário municipal de Planejamento, Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico de Lauro de Freitas, a tecnologia é fundamental para o desenvolvimento sustentável integrado das cidades baianas. Confira entrevista sobre o tema:

Quais os objetivos dos seminários de Integração Metropolitana de Redes e Tecnologias?

Debater de forma técnica, ampla e absolutamente apartidária, problemas e soluções para o desenvolvimento convergente da internet/banda larga na Região Metropolitana de Salvador e de outras regiões importantes da Bahia.

Qual o conceito de uma smart city?

O desenvolvimento sustentável dos municípios passa pelo uso da tecnologia e da sua ferramenta estruturante: a internet/banda larga. Uma cidade inteligente é a que leva para o cidadão, o usuário, todas as facilidades advindas da conectividade. A utilização da tecnologia pelo Poder Público reflete de forma positiva na saúde, educação, segurança pública etc.

Quais as medidas que o município de Lauro de Freitas vem realizando para a tecnologia melhorar a qualidade de vida dos cidadãos?

Estamos em processo de recuperação do anel de fibra ótica do município, com pouco mais de 15 km. Esta ação é fundamental para a implantação de banda larga nas escolas da rede municipal de ensino; no uso da Telemedicina nas Unidades de Saúde; implantação de zonas com wifi gratuito nas praças públicas; integração de câmeras de monitoramento para uso no Trânsito e também no suporte à segurança pública e unificação de sistemas de informações da gestão pública. Estas são as metas da SEPLAN.

As Parcerias Público Privada (PPPs) são uma tendência para a promoção das inovações tecnológicas?

Não se pode imaginar um município com um planejamento estratégico sustentável sem examinar todas as possibilidades de parcerias público-privadas. Experiências positivas realizadas em vários municípios do Brasil estão sendo estudadas pela SEPLAN. Lauro de Freitas está atenta aos avanços nesta área.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *