Lauro de Freitas comemora redução de mortes violentas no balanço do primeiro semestre na RMS

Compartilhe nas redes sociais:

As mortes violentas – homicídio, latrocínio e lesão dolosa – fecharam o primeiro semestre de 2018 com redução de 14% na Região Metropolitana de Salvador (RMS). A redução dos índices foi comemorada na tarde desta quinta-feira (12) pela prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho. A gestora participou do encontro que reuniu, no município, os comandantes das Companhias Independentes da Polícia Miliar (CIPM) que atuam na região para avaliar a efetividade das ações preventivas e ostensivas, e traçar metas para o segundo semestre do ano.
Moema parabenizou as equipes e destacou o esforço coletivo como fator exitoso para a redução dos índices. “É o investimento na segurança pública e também nas pessoas. O mérito é do empenho, do trabalho continuo e incansável”, disse. A prefeita criticou a metodologia de pesquisas nacionais que apontam Lauro de Freitas no ranking das cidades mais violentas e o Estado o mais violento. “Se realmente aqui fosse o lugar mais violento o exército estaria ocupando nosso município e não no Rio de Janeiro como ocorre. O fato questionável é a metodologia aplicada nessas pesquisas; no Sul e Sudeste do país eles contam chacina como sendo apenas um crime, enquanto que aqui o governo contabiliza por vidas ceifadas”, frisou.
De acordo com o comandante Geral da Bahia, coronel Anselmo Brandão, para o segundo semestre é esperada uma redução de mais 6% nas mortes violentas, mas a meta da Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSP-BA) é atingir mais 12%. “Esses dados revelam todo o esforço e trabalho das companhias. Não tenho dúvidas que iremos reduzir ainda mais”, disse, ao lado do Major Fabrício Silva, comandante da 52ª CIPM de Lauro de Freitas. O major destacou a parceria com a Prefeitura para a efetividade das ações. “Todo o apoio que a Prefeitura tem nos dado culminou nesse índice positivo”, afirmou.
O tenente coronel João Neto, da 81ª CIPM, e o coronel Alfredo Nascimento, comandante do Policiamento na Região Integrada de Segurança Pública (Risp) da RMS e mais os comandantes das CIPMs da região referendaram os números que mostram a redução dos índices.
Segundo a SSP-BA, nos quatro primeiros meses deste ano (janeiro/abril) foram contabilizados 1.993 casos contra 2.322 no mesmo período do ano passado. Em números absolutos são 329 mortes a menos em todo o estado. Ainda conforme a secretaria, o panorama em Salvador, Região Metropolitana e interior do estado é de decréscimo. Na capital, o índice foi menor em 17,1%, com 392 registros em 2018, enquanto no ano anterior foram computados 473. Já na RMS, a redução foi de 29,6%, – 219 ocorrências este ano contra 311 em 2017 no mesmo período. Nos municípios do interior, a queda ficou em 10,1%, com 1.382 casos em 2018, contra 1.538, no ano anterior.
VIODEOMONITORAMENTO
Em Lauro de Freitas, assim que assumiu a gestão, a prefeita Moema Gramacho determinou a vistoria de todas as câmeras de vídeomonitoramento distribuídas na cidade. O sistema implantado durante seu segundo mandato, foi encontrado totalmente deteriorado e com a maioria das câmeras desativadas, apenas seis unidades estavam em funcionamento. Hoje, em todos os bairros e nas principais praças e avenidas de Lauro de Freitas, 250 câmeras monitoram o município 24 horas por dia. Os aparelhos enviam imagens em tempo real à central, onde policiais civis e militares e guardas municipais estão atentos às situações para acionar o auxílio das viaturas a qualquer suspeita de irregularidade de conduta ou tentativas criminais. Até o final do ano mais 700 unidades estarão em funcionamento.
Além das ações na área da segurança, projetos e programas desenvolvidos pela Secretaria Municipal de Educação em parceria com as Companhias Independentes da Policia Militar (CIPM), 52ª e 81ª, a exemplo da Força Nacional, Centro Panamericano de Judô e governo do estado garantem atividades complementares para os pequeninos durante o turno oposto as aulas regulares. “Hoje no Proerd, temos aproximadamente mil e quatrocentas crianças e pré-adolescentes, alunos de dez escolas da rede municipal e duas da rede privada, que assistem as nossas palestras, aulas e dinâmicas com o foco preventivo no uso de entorpecentes”, explicou o sargento da 52ª CIPM, Juraci Brandão, monitor do Proerd.
Outra atividade que faz o maior sucesso entre a garotada são as aulas de iniciação esportiva desenvolvidas no Centro Panamericano de Judô (CPJ). Além da arte marcial, mais de mil e quinhentos alunos da rede municipal participam das aulas de basquete, vôlei e futebol no equipamento. A iniciativa acontece também nas unidades escolares onde o judô está sendo disseminado e transformando crianças em atletas. Com objetivo semelhante, o Profesp tem fomentado o esporte entre os estudantes de Areia Branca e Quingoma. No turno oposto, os alunos são levados a Base Aérea e lá participam de aulas de vôlei, futebol, natação, teatro, música e canto.
No início deste mês a cidade recebeu o primeiro núcleo na RMS da Ronda Maria Penha. A unidade, que atende mulheres vítimas de violência doméstica sob medida protetiva, vai funcionar na sede da Secretaria Municipal de Políticas para Mulheres (SPM), em Vilas do Atlântico.
Na reunião o major Fabrício informou o recebimento, no mês passado, de mais cinco novas viaturas da PM para o município. “É uma parceria muito importante do Estado com os municípios”, disse prefeita, que aproveitou para agradecer e parabenizar a todos os comandantes da RMS pelo empenho coletivo.

Jornalista Giovanna Reyner
Foto Rafael Magno

Ascom Prefeitura de Lauro de Freitas
12/07/2018
71 3288 8371
Site laurodefreitas.ba.gov.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *