Exposição de arte reforça o alerta do Outubro Rosa em Lauro de Freitas

Compartilhe nas redes sociais:

A exposição “Mulheres em Cena” se envolveu no laço do Outubro Rosa. Até o dia 21, de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h, a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (SECULT) exibe no foyer obras artísticas que refletem a prevenção do câncer de mama e a força feminina na sociedade. A exposição é um desdobramento da Mostra de Arte aberta em julho em comemoração ao aniversário de 56 anos de emancipação política de Lauro de Freitas. Na campanha do Outubro Rosa estão expostas as produções de Débora Fontes e Kátia Cunha.
O título da mostra – Mulheres em Cena – representa o reflexo de mulheres que contribuíram na construção social, política e emancipatória de Lauro de Freitas. Mais do que uma iniciativa em defesa da saúde da mulher, a exposição evidencia procedimentos e experimentações reais das artistas por meio da arte.
As pinceladas e cores que difundem as telas de Kátia Cunha exprimem sua luta contra o câncer de mama. “Fui diagnosticada em janeiro de 2017. As obras representam minha caminhada durante o tratamento. É o despertar de um novo lado. Da reflexão de me transformar em árvore com frutos que produzem novas sementes” relata a artista. Ao espalhar benefícios da arte para mulheres que enfrentam tratamento de quimioterapia, Kátia criou o projeto “Cabeça Feita” com produções de echarpes e lenços customizados.
Sexualidade, nudez e ancestralidade são as essências das obras de Débora Fontes, que retratam a mulher indígena e sua relação com a natureza. “O feminino está presente em tudo na cultura indígena. A arte é intrínseca a esse povo, assim como o conhecimento ancestral para a cura, o sagrado, e a força das mulheres que ultrapassa seus próprios mistérios” ressalta Débora, diretora pedagógica da Reserva Indígena Thá-fene de Lauro de Freitas.
O Outubro Rosa estimula a participação da sociedade no controle do câncer de mama desde a década de 90. Em Lauro de Freitas, a Secretária Municipal de Saúde oferece atendimento preventivo por meio de consultas com mastologistas, ultrassonografia, mamografia, punção de nódulos, além de pequenas intervenções cirúrgicas que impedem o desenvolvimento da doença.

Jornalista Laerte Santana
Fotos Lucas Lins
ASCOM Prefeitura de Lauro de Freitas
16/10/2018
71 3288 8371

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *