Previdência: Guedes não tem moral para liderar reforma, diz Joseildo

Compartilhe nas redes sociais:

No dia em que o ministro da economia Paulo Guedes foi recebido na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, o deputado federal Joseildo Ramos (PT-BA) subiu na tribuna da Casa para criticar a proposta de Reforma da Previdência do governo Bolsonaro. Para o parlamentar, o ministro não “tem moral” para liderar uma reforma tão perversa com povo enquanto é investigado pelo Tribunal de Conta da União (TCU) por fraudar fundos de pensão de importantes estatais. Nos jornais desta quarta-feira (2), foi revelado que o TCU abriu processo para apurar fraudes em negócios feitos por uma empresa do ministro.

“Com que moral essa figura poderá está proclamando esse tipo de caminho para a sociedade brasileira ? Uma figura acusada de fraudar 7 fundos de pensão. Estamos falando do momento histórico em que está se propondo liquidar o sistema contributivo de previdência, que toma conta do nosso povo, para largá-lo à própria sorte na farra dos rentistas”, questionou. Segundo Joseildo, o modelo de capitalização proposto pelo ministro Paulo Guedes é cruel e não deve passar no Congresso, mesma opinião do presidente da Casa, Rodrigo Maia.

“ Essa legislatura terá o condão de colocar sua digital nessas votações, que podem resultar na ampliação da pobreza. Portanto, isso ficará gravado na mente do povo brasileiro, aqueles que estarão dando seu voto para a ampliação da desigualdade e para o empobrecimento da população.”, concluiu.

Deputado Federal Joseildo Ramos (PT)
Assessoria de Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *