Conferência define critérios para implementação de políticas públicas do esporte em Lauro de Freitas

Compartilhe nas redes sociais:

Após dois de de debates, foi encerrada neste sábado (14) a III Conferência Municipal de Esporte e Lazer de Lauro de Freitas. A plenária final contou com a participação da deputada estadual Olivia Santana; do secretário Municipal de Administração, Ailton Florêncio; da vereadora Luciana Tavares e de Uilson de Souza, secretário de Trabalho, Esporte e Lazer (Setrel). Além dos delegados e delegadas eleitos nas oito pré-conferência regionais realizadas anteriormente.

O titular da Setral destacou a importância do momento para a cidade. “Essa é uma grande vitória para a comunidade desportiva de Lauro de Freitas. Pela primeira vez tratamos da implementação de políticas públicas de esporte na cidade. Também assumimos o compromisso de ordenar legalmente o esporte na cidade. Foi uma discussão que aconteceu no momento certo, com participação social e sem as amarras que impediam o povo de se organizar”.

Uilson de Souza afirmou ainda a importância dos debates para a sociedade. “Sabemos quem são as principais vítimas da violência que vivemos todos os dias: jovens negros e mulheres. O ordenamento do esporte vai ajudar não somente os atletas de alto rendimento, mas é uma forma de manter vivos meninos e meninas e fazer eles brilharem. Essa é grande vitória da Conferência. Essa é a grande vitória dos que amam o esporte e amam Lauro de Freitas. E é assim que todos e todas que participaram vão ajudar a transformar Lauro de Freitas na cidade do esporte na Bahia”, finalizou.

*Destaques da Conferência*

Após dois dias de discussão, d8versos pontos foram destacados. Uma carta será enviada para a Câmara Municipal com o objetivo de fazer com que algumas propostas sejam transformadas em leis e, dessa forma, sejam implementadas no município.

Além do ordenamento legal do esporte, ficou definido a implementação do Sistema legal do esporte com membros do poder público e sociedade civil, constituir o Conselho do Esporte paritário e deliberativo, criação do Fundo Municipal do esporte, criação da Lei Municipal de Incentivo ao Esporte e a criação da bolsa Atleta Municipal.

Durante a conferência, também foram definidos os critérios que serão utilizados na criação do calendário esportivo da cidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *