Apoio de aeronaves diminui espera por resultados de testes para a covid-19 na Bahia

Compartilhe nas redes sociais:

Enquanto o Lacen concluía a ampliação da estrutura do laboratório para dobrar a capacidade de realização dos testes para covid-19, o Governo do Estado montou uma operação logística para encurtar o tempo entre a coleta e a análise do material. Os helicópteros do Grupamento Aéreo da Polícia Militar e os aviões da Casa Militar do Governo integram uma rede de transporte, com apoio de carros dos Núcleos Regionais de Saúde da Sesab e das secretarias municipais de Saúde para vencer longas distâncias entre os municípios das regiões mais distantes da capital.
Os Núcleos sediados em Barreiras, Juazeiro, Jacobina, Vitória da Conquista e Ilhéus recebem o material que chega até estas cidades, enviados pelas bases regionais, no caso do Oeste e Sudoeste, por exemplo, ou, diretamente, pelas secretarias municipais. Técnicos da Sesab fazem a triagem do material, verificando as condições de segurança da coleta e preparação para envio, além da identificação de cada paciente. Com o mesmo rigor, os lotes de amostras são acondicionados em embalagens completamente vedadas para evitar qualquer possibilidade de contaminação pelos motoristas e tripulantes das aeronaves envolvidas na operação.
Para não comprometer a precisão dos resultados do RT-PCR, considerado o “padrão-ouro” entre os testes disponíveis para detectar a presença do coronavírus em pacientes com suspeita de contaminação, a análise deve ser feita em até 48 horas após a coleta. “Informamos o dia do voo para que os municípios façam a coleta na véspera e encaminhem para nós”, explica Karoline Rebouças, coordenadora do NRS-Sudoeste.
A operação aérea “foi um apoio importante, diante do crescimento da demanda por exames nos 74 municípios do NRS-Sudoeste, porque garante todos os prazos previstos nos protocolos e os resultados num prazo médio de três dias”, informa a coordenadora. A agilidade alcançada permite aos médicos prescrever os procedimentos adequados para cada paciente, desde o isolamento domiciliar, até a internação nos hospitais preparados para tratar os casos de covid-19.
Nos próximos dias o Núcleo Sudoeste sairá das rotas da operação aérea montada pela Sesab e Casa Militar, graças à parceria entre o Lacen e o Laboratório Central de Vitória da Conquista, que passará a absorver toda a demanda da região, com o mesmo padrão de confiabilidade. Com isso o Lacen-BA consolida a posição de maior laboratório do País em capacidade de realização de exames da Covid-19.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *