Deputado Joseildo Ramos é contra o Veto 17 que proíbe estados e municípios a conceder progressão de carreira e reajuste de salários dos servidores até final de 2011

Compartilhe nas redes sociais:

Infelizmente foi mantido o veto do presidente Jair Bolsonaro a um trecho do PLP 173/2019, que trata dos salários de servidores diretamente ligados ao combate à pandemia do novo Coronavírus. Desrespeitando todos aqueles que estão saindo de suas casas para ocupar a linha de frente dessa batalha terrível, o veto proíbe estados e municípios de concederem progressão de carreira ou reajuste salarial aos seus servidores até o fim de 2021.

Com a manutenção do veto, fica mais uma vez carimbado que o caminho de Bolsonaro diante da pandemia é o desprezo pela vida dos brasileiros e também pela vida de quem está tendo que se expôr pelos outros. Um crime endossado pelos parlamentares que mantiveram a medida, ao tempo em que batem palmas pela valorização desses profissionais.

Ao votar PELA DERRUBADA do veto, não estávamos determinando que o aumento salarial fosse feito, mas sim que ele não fosse impedido de acontecer. Lutamos para garantir os direitos do trabalhador, principalmente aqueles que estão linha de frente no enfrentamento ao COVID-19.

Assim, ainda que o veto tenha sido aprovado, votar pela sua derrubada foi a nossa escolha para servir melhor ao povo brasileiro, exercendo a justiça com os profissionais que estão se expondo e trabalhando pelo bem de toda a população

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *