Em 600 viagens pelo interior da Bahia, Rui já inaugurou 16 policlínicas

Compartilhe nas redes sociais:

Com as visitas que realiza aos municípios de Ibititá, Itaguaçu e Barra, nesta sexta-feira (18), o governador Rui Costa completa 600 viagens de trabalho pelo interior da Bahia. Nessas agendas, a regionalização da saúde baiana tem sido uma das principais prioridades com a formação dos Consórcios Municipais de Saúde e a construção de 16 policlínicas nas regiões de Jacobina, Juazeiro, Alagoinhas, Itabuna, Jequié, Paulo Afonso, Vitória da Conquista, Senhor do Bonfim, Teixeira de Freitas, Irecê, Guanambi, Valença, Barreiras, Feira de Santana, Itabuna, Santo Antônio de Jesus e Simões Filho.

“A criação dos consórcios e das policlínicas representa um marco histórico na saúde publica da Bahia, um passo importante para inverter a lógica do ‘cada um por si’ nos serviços de saúde do estado. Estamos substituindo este modelo pelo planejamento que permite enxergar a saúde de modo estadual e regionalmente. Hoje, temos 16 unidades. Até o ano que vem teremos um total de 25, um número recorde. Não tem outro estado brasileiro fazendo, neste momento, política de saúde tão audaciosa como esta, com tantos investimentos como estamos fazendo na Bahia. É um esforço gigantesco e com recursos 100% do Governo do Estado”, explica o governador.

Seis novas policlínicas estão com obras em andamento. No interior, em Brumado, Ribeira do Pombal, São Francisco do Conde e em Barreiras, esta última com mais de 90% da construção finalizada. Em Salvador, unidades estão sendo construídas nos bairros de Narandiba e Escada. Também estão previstas para ter a construção iniciada no próximo ano outras três policlínicas nos municípios de Itaberaba, Eunápolis e Serrinha.

Policlínicas

As Policlínicas Regionais de Saúde estão mudando a realidade da assistência de média e alta complexidade na Bahia. Construídas em locais estratégicos no interior do estado, possibilitam descentralizar a assistência, regionalizando o atendimento ao cidadão, que passa a ter acesso aos serviços perto de casa, sem precisar se deslocar por longas distâncias ou aguardar tempo excessivo para o atendimento.

As unidades oferecem diversos exames como ressonância magnética (com e sem contraste), tomografia (com e sem contraste), mamografia, ultrassonografia com doppler, ecocardiografia, ergometria, mapa, holter, eletroencefalograma, raio-X, eletrocardiograma, endoscopia, colonoscopia, nasolaringoscopia, colposcopia, histeroscopia, cistoscopia, entre outros, ligados às especialidades de oftalmologia.

“O objetivo das policlínicas é fortalecer a atenção básica, porque entendemos que a melhor saúde pública é a que cuida da prevenção e do diagnóstico precoce, para que as pessoas possam descobrir um eventual problema de saúde com antecedência e realizar um tratamento rápido e de qualidade”, afirma o governador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *