No primeiro dia de vacinação em Lauro de Freitas já aplicou 806 doses

Compartilhe nas redes sociais:

Mulher, negra, moradora do bairro de Portão e profissional de saúde da linha de frente no combate à Covid, Eliene da Cruz Braga, 56 anos, foi a primeira moradora de Lauro de Freitas a receber a vacina da Covid-19. O município, primeiro da Região Metropolitana, depois da capital, a iniciar a imunização, às 7h38 desta terça-feira (19), aplicou nesse primeiro dia de vacinação 806 doses, o equivalente a metade da quota de 1.630 recebida do Ministério da Saúde.
Técnica de enfermagem, lotada na Unidade de Saúde da Família Irmã Dulce, em Portão, Eliene se emocionou no momento em que recebeu a primeira dose da vacina. “Gratidão por ter essa permissão do Deus pai todo poderoso de estar aqui e ser a primeira a receber a vacina. Eu fui a primeira de milhares, e que venha vacina pra todos”.
A prefeita Moema Gramacho acompanhou, ao lado do vice-prefeito, o médico Vidigal Cafezeiro, e do secretário Municipal de Saúde, Augusto César Pereira, desde a chegada da vacina na sede do Grupamento Aéreo da PMBA, o transporte das doses para Lauro de Freitas até a aplicação nos primeiros imunizados. Moema falou da gratidão em poder iniciar a vacinação com uma profissional de saúde.
“São verdadeiros guerreiros que durante todos esses meses estão colocando suas vidas em risco para salvar nossas vidas. Falo em meu nome e em nome do povo de Lauro de Freitas”. Moema também alertou para a necessidade de manter os cuidados de prevenção – usar máscara, álcool gel e distanciamento físico, mesmo depois da vacinação.
Outros profissionais do PA Santo Amaro de Ipitanga e das seis equipes itinerantes da vacinação também foram imunizados. Do total de doses aplicadas, 150 foram entregues para imunização dos profissionais do Hospital Geral Menandro de Faria. A primeira etapa da vacinação também contempla idosos de Instituições de Longa Permanência (ILPIs).
A prefeita acompanhou a equipe itinerante até a Casa de Idosos Vila Sênior, no Caji, uma das 17 ILPIs do município. No local, a primeira vacinada foi Clarice Dantas Franco, de 96 anos. “Peço a Deus misericórdia para que todos possam ser vacinados como eu. Precisamos de saúde e paz pra viver”.
A equipe itinerante também vacinou os idosos da Casa de Repouso Acolher, em Ipitanga, antes de seguir para a UPA de Itinga, onde a prefeita explicou a dinâmica da vacinação, o tipo de vacina que está sendo administrada (CoronaVac), e manifestou o desejo e fé para que não demore as próximas doses e que todo povo de Lauro de Freitas seja vacinado.
Augusto César, secretário municipal de Saúde, também fez questão de parabenizar os profissionais de saúde, a cada unidade visitada, pela dedicação e emprenho na força tarefa de combate ao novo coronavírus. A imunização continua ao longo desta semana até que sejam ministradas as 1.630 doses destinadas a Lauro de Freitas.
Chegada da vacina
Lauro de Freitas também foi o primeiro município da Região Metropolitana a retirar a sua remessa da CoronaVac, enviada pelo Ministério da Saúde, entre as 376,6 mil doses destinadas para o Estado da Bahia. O carregamento que saiu do Aeroporto Internacional de Confins, em Belo Horizonte, aterrissou em solo baiano por volta de 22h20.

As 1.630 doses foram transportadas para a Secretaria Municipal de Saúde em um veículo sprinter totalmente refrigerado, escoltadas por viaturas da 52ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM). No local de acondicionamento, estão submetidas a temperatura de 2 a 8 graus positivos.

Jornalista Mariana Cedrim e Laerte Santana
Fotos: Lucas Lins e Rafa Magno
ASCOM/PMLF
19/01/2021
Tel.: 3288 8371

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *