lauro de freitasnotíciaspolítica

Lauro de Freitas: Seplan Realiza estudo para implantação do “aeromóvel”

0

A secretaria de planejamento de Lauro de Freitas está estudando a implantação, em diferentes trechos da cidade, do aeromóvel, modal de transporte público que funciona a partir da propulsão pneumática e se utiliza de via elevada para locomoção.
De acordo com o secretário de planejamento, Mauro Cardim, responsável pela mobilidade urbana do município, a implantação do aeromóvel é uma escolha que prioriza a segurança das pessoas no trânsito e ainda promove a defesa do meio ambiente com a redução das emissões de carbono, dando prioridade para o transporte público e coletivo junto com o avanço tecnológico com a integração multimodal de transporte.
A tecnologia usada pelo aeromóvel é baseada na propulsão pneumática. O ar é pressurizado por ventiladores estacionários de alta eficiência energética, por intermédio de um duto localizado dentro da Via elevada, sem o consumo de combustível.
O ar empurra ou puxa uma placa de propulsão fixada ao veículo, que se movimenta por Truque (plataforma Sobre Rodas de Aço) em trilhos. os motores são elétricos e sem emissão de poluentes desta forma é considerada uma tecnologia limpa e de emissão de poluentes zero.
O aeromóvel utiliza uma tecnologia inovadora, que contribui com a mobilidade urbana de forma integrada.
E o uso em vias elevadas possibilita a diminuição do impacto visual em vias urbanas, não atrapalha não atrapalha o trânsito terrestre, ocupa menos espaço nas ruas, permitindo uma implantação rápida e descomplicada, além de uma série de adaptações ao projeto, conforme a necessidade da localidade, sem falar na ação positiva junto ao meio ambiente uma vez que diminui o corte de árvores para implantação do sistema. Mais que uma alternativa para um transporte público sustentável, o aeromóvel também reflete benefícios financeiros para operadores e usuários.
 Isso porque a tecnologia foi desenvolvida para oferecer baixos custos de operação e de manutenção. Entre os fatores que permitem essa redução estão a condução automatizada dos veículos (sem a necessidade de Condutores) com isso os operadores do sistema pode oferecer tarifa mais competitivas em relação a outros tipos de transportes.
A via elevada é composta por vigas e Pilares pré-fabricados, permitindo uma montagem rápida e descomplicada. Agrega as funções de suporte dos Trilhos, duto de ar para propulsão do veículo e acesso seguro dos passageiros até a próxima estação em caso de Emergências.
 O raio mínimo de curva de 25m e os vão de vigas da Via, variáveis de 10 a 35 metros, permitem a fácil isenção do aeromóvel nos traçados urbanos, sem a necessidade de desapropriações. A altura da Via, normalmente de 4,50 a 20 metros, pode ser levado o suficiente para passar sobre viadutos e vias existentes.
O veículo caracteriza-se pelo reduzido peso morto, sobretudo por não ter a Bordo os equipamentos associado a propulsão. Apresenta-se em versões de um, dois, três e quatro carros com capacidade para até 600 passageiros nesta última.
Cada um possui truque de quatro rodas, com anel externo em aço e uma camada interna em material resiliente e um sistema antidescarrilamento, que o vincula a estrutura da Via elevada por meio de contrarrodas no interior do duto de ar.
 Cada vagão possui duas portas em cada lado, permitido embarque seguro, confortável e rápido. O sistema aeromóvel tem capacidade para transportar Até 40 mil passageiros por hora, o sentido, de acordo com a demanda do projeto, a via levado cria um novo espaço, liberando a área no nível do solo para outras funções e atividades, sua velocidade é de até 80 km por hora.
Outro fator importante também é a segurança do sistema, pois não permite a colisão entre veículos, devido a compreensão do ar no interior do duto de propulsão, possuindo ainda Segurança contra descarrilamento e tombamento, através da placa de propulsão encontrada no interior da Via elevada. Geradores garante a operação mesmo com a falta de energia elétrica.

Vereadora Débora Regis proporciona a garotada do Parque São Paulo Itinga uma tarde no Circo

Artigo anterior

Vereadora Débora Regis requer revitalização do campo do Pé Sujo, Caji caixa d’agua

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *