lauro de freitasnotíciaspolítica

Missa encerra celebrações pelos 56 anos da emancipação de Lauro de Freitas

0

A Igreja da Matriz no centro de Lauro de Freitas foi tomada pela comoção, fé e devoção a Santo Amaro de Ipitanga, padroeiro da cidade, na missa pelos 56 anos da emancipação política do município, na manhã desta terça-feira (31). Durante o sermão do bispo auxiliar Dom Estevam dos Santos Silva Filho, da Arquidiocese de Salvador, era possível notar no rosto de cada fiel o agradecimento pela terra que acolhe pessoas de todos os lugares e que hoje está entre as mais desenvolvidas da Bahia.

Sentada na primeira fila, a prefeita Moema Gramacho, ao lado da presidente da Câmara Naide Brito e dos secretários e vereadores, ouvia atenta à pregação do sacerdote que enfatizou o amor e a importância da história dos antepassados que deram forma a identidade cultural da cidade. “A devoção a Santo Amaro e a fé em Jesus Cristo são os valores que nos fizeram chegar até aqui. Hoje nos devemos agradecer, suplicar e nos comprometer. A cidade não é só uma construção, mas uma história formada por aqueles que vieram antes de nós”, disse o bispo.

A prefeita frisou a importância do templo centenário, com 410 anos de história e que é o marco inicial do território de Lauro de Freitas. Moema lembrou que em suas primeiras gestões conquistou muitos equipamentos inéditos para o município como o Restaurante Popular, Agencia do INSS, casas e apartamentos do Minha Casa Minha Vida, SAMU e Farmácia Popular, e que nesta gestão o Metrô, Via Metropolitana e Hospital Metropolitano e o Centro Administrativo também são feitos inéditos na cidade. “Estamos trazendo novas quadras, equipamentos para a saúde, obras que ficaram paralisadas na administração do prefeito anterior. Recursos contratados em 2012 que foram devolvidos estão sendo retomados pela nossa gestão”, comemorou.

Moema informou aos fieis e ao pároco da Juraci Gomes sobre o projeto de reforma da Igreja Matriz. “Nós faremos a reforma de toda parte elétrica e do telhado além da pintura interna e externa do templo. Também temos projeto para reformar o cemitério, mas esse projeto ainda está em estudo e analise no IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional)”, disse. Por ser um patrimônio tombado, toda obra de manutenção e reforma da igreja exige aprovação do Instituto.

Após a parte religiosa, um bolo de dois metros foi repartido entre os munícipes presentes. Ao som da Charanga Vem com A gente, a simbologia fechou as comemorações pela emancipação da cidade que esteve em festa desde a segunda-feira (30), com o cortejo com desfiles cívicos e culturais, apresentações de bandas locais e ícones da música baiana como Leo Santana e Denny Dennan.

Jornalista Giovanna Reyner
Fotos Lucas Lins e José Marcelino
Ascom Prefeitura de Lauro de Freitas
31/07/2018
71 3288 8371
Site www.laurodefreitas.ba.gov.br

Deputada Mirela marca presença na missa de emancipação de Lauro de Freitas

Artigo anterior

SEPLAN presente no Radar Bahia.

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *