notícias

Ônibus de Lauro de Freitas e de outras cidades da RMS continuam a circular via Orla

0

Apenas dez linhas do transporte metropolitano terão alterações a partir de segunda-feira (30), mas nenhuma deixará de circular na orla da capital. Após reunião, considerada muito produtiva pela prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho, a Casa Civil do Governo do Estado emitiu nota detalhando as alterações. Da reunião, na tarde desta quinta-feira, participaram, além da prefeita Moema Gramacho e secretário Bruno Dauster, o secretário de Trânsito e Transporte de Lauro de Freitas, Olinto Borri, a secretária da SEDUR, Jusmari Oliveira, o secretário em exercício da SEINFRA, Ivan Barbosa, o secretário de Mobilidade de Salvador, Fabio Mota, e representantes do Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Metropolitano e das empresas de ônibus.

Nota da Casa Civil

“Fizemos uma reunião para que se tivesse uma compreensão, por parte dos sindicatos, de que essas medidas não vão cortar nenhum ônibus na orla, as linhas serão encurtadas e terão os pontos finais alterados. Estamos exigindo das empresas a redução dos intervalos de passagem dos ônibus. Nós vamos aumentar a frequência de maneira que não haja redução de ônibus circulando em cada trajeto. Com isso, não haverá demissões”, explicou o secretário da Casa Civil, Bruno Dauster.

Os pontos finais destas dez linhas passam a ser o ponto de ônibus da Estação Pituaçu e o Terminal Rodoviária, e essa mudança se dá principalmente para oferecer mais comodidade e segurança ao passageiro. As modificações no sistema de ônibus metropolitano acontecem para ampliar a integração com o sistema metroviário, proporcionando redução no tempo de viagem entre as cidades da RMS e a capital.

As linhas que circulam no corredor Av. Prof. Pinto de Aguiar, 860I.URB, 860I2.URB, 857.URB, 881.URB, 843.URB e 849.URB, que iam para o Itaigara, Calçada ou Terminal da França, terão itinerários encurtados na estação Pituaçu. Já as linhas 882.URB e 882A.URB (Portão e Vida Nova x Terminal da França) serão encurtadas no Terminal Rodoviária, de onde os ônibus retornam aos seus itinerários de origem. O mesmo vai ocorrer com as linhas 879.URB e 886.URB (Lauro de Freitas e Jauá x Terminal da França), que também passam a ter o Terminal Rodoviária como ponto final.

O passageiro metropolitano que desejar seguir até o Terminal da França, Calçada, ou outra localidade, deverá integrar com o metrô e posteriormente com um ônibus urbano nos terminais intermediários, utilizando os cartões Metropasse, CCR Metrô ou Salvador Card, pagando apenas uma passagem em até 3 horas.

A secretária de Desenvolvimento Urbano, Jusmari Oliveira, está otimista com as mudanças. “Esse momento nos oferece uma nova forma de olhar as oportunidades de trabalho que nós temos. Se fecha uma porta porque naquele local o metrô vai passar, outro tipo de transporte tem que acontecer, abriram-se outras portas, que só depende agora de termos boa vontade, estudarmos, construirmos juntos a forma de, não só ocupar todos que estavam nesse sistema, como abrimos oportunidades ainda maiores para mais pessoas trabalhar. Eu não tenho dúvida de que, juntos, vamos encontrar uma forma de fazer muito melhor do que fazíamos no passado”, afirma a secretária.

Fiscais da Agerba vão acompanhar os primeiros dias da alteração. Dúvidas, reclamações e elogios podem ser registrados junto a Ouvidoria da agência reguladora através do telefone 0800 071 0080 ou e-mail agerba.ouvidoria@agerba.ba.gov.br.

Fonte: ASCOM PMLF

Exemplos de superação reforçam importância da prevenção ao câncer de mama

Artigo anterior

Aconteceu hoje abertura da 7ª etapa do Circuito Baiano de Judô em Lauro de Freitas

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *