Dr. Vidigal Cafezeiro participa da sessão especial sobre o Banco Solidário e a moeda social digital Ipitanga

0
166

Na manhã desta quinta-feira (15), no Centro Estadual de Educação Profissional em Tecnologia, Informação e Comunicação (CEEPTIC), foi realizada a Sessão Especial da Câmara de Vereadores de Lauro de Freitas, através do mandato da vereadora Luciana Tavares, sobre o banco solidário e a moeda social de Ipitanga.

Entre as autoridades presentes, o vice-prefeito Dr. Vidigal Cafezeiro, falou sobre a relevância do projeto que vai fortalecer a periferia local.
“A gente sabe o quanto é importante para nossa economia fortalecer a periferia, o banco e a moeda social vai tornar acessível os serviços financeiros, ampliando a promoção da inclusão social e combate a pobreza”, afirmou o vice-prefeito.

Lauro de Freitas ocupa o 2º lugar na geração de emprego e renda com saldo positivo entre demissional e admissional. São 10.800 empregos diretos. “A gente vem nesta luta, planejando para que possa cada vez mais consolidar economia da cidade. E a moeda social vai fazer com que a gente possa estabelecer um parâmetro de igualdade com as pessoas que moram nos bairros mais periféricos é assim aumentar mais as vagas de emprego e gerando renda”

A economia solidária é uma alternativa transformadora que busca a valorização do trabalho coletivo, a promoção da justiça social e a melhoria da qualidade de vida da população. Essa iniciativa pioneira em nossa cidade é um verdadeiro marco, pois coloca Lauro de Freitas como impulsionadora de políticas públicas inovadoras.

Para Uilson Souza, secretário da Secretaria Municipal do Trabalho, Esporte e Lazer, pasta responsável pela execução do projeto, este é um momento em que Lauro de Freitas se torna uma referência. “É um processo que está pronto, articulado e integrado com as ações do Governo do Estado e Federal para fortalecer os municípios e territórios. O município tem a possibilidade de ser uma cidade referência para toda Bahia, mas também com grande força de ser uma experiência importante para todo nordeste do país, afirmou Uilson.

O projeto faz parte do Programa de Geração de Renda e Inclusão Sócio Produtiva, através do Fundo Municipal de Fomento à Economia Solidária e Geração de Renda – FOMGER que será o gestor do Banco Ipitanga, podendo aprovar medidas para estimular o uso da moeda social Digital Ipitanga e estimular o fortalecimento do Banco Solidário Ipitanga. 

As transações realizadas pelo Banco Solidário Ipitanga serão através da Moeda Social Digital Ipitanga e a eventual conversão em Real, em conta digital pré-paga, de circulação restrita ao município, operado em aplicativo no celular ou no cartão, obedecendo a normativa do Banco Central. 

Os estabelecimentos privados que aderirem à Política de Finanças Solidária do Município de Lauro de Freitas poderão adotar descontos e/ou benefícios visando estimular o uso da Moeda Social Digital Ipitanga nas operações comerciais.

Aladim Locutor

Leave a reply