Jornada Pedagógica debate educação integral na rede municipal de Lauro de Freitas

0
86

Com o teatro do CEEP/TIC Lauro de Freitas lotado, a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Educação (SEMED), iniciou na manhã desta sexta-feira (16), a Jornada Pedagógica 2024 (JP/2024), que teve como tema:  ‘Currículo na Perspectiva da Educação Integral’. A atividade, que segue a programação até a noite, debate os principais objetivos para constituir o movimento dialético, entre conhecimentos acadêmicos e saberes oriundos da experiência dos diferentes sujeitos da Rede Municipal de Educação (RME).

A prefeita Moema Gramacho esteve presente na abertura do evento e compôs a mesa ao lado da secretária da SEMED, Vânia Galvão; Penildon Silva, vice-reitor da UFBA; Maria Helena, diretora da UNEB; Denis Daltro, diretor do CEEPTIC; Rafael Henrique do CACS-FUNDEB; Márcio Loureiro, Presidente do Conselho de Alimentação Escolar; Luciano Reis, Presidente do CME; Valdir Silva, da Asprolf; e Lucas Santana, representante estudantil da Associação Baiana Estudantil Secundarista (ABES). Através de videoconferência, Raquel Franzim, coordenadora-geral de Educação Integral e Tempo Integral do Ministério da Educação também participou da abertura da atividade.

Convidado, o jovem Lucas de 15 anos, aluno do 2ºano do Ensino Médio, deu forte declaração sobre o ensino público durante sua palestra. Sua fala trouxe a reflexão sobre o atual momento educacional no país, além de emocionar e ser merecidamente aplaudido pelo público. “A educação voltou! Tivemos uma educação que foi sucateada, professores e professoras foram sucateados. Nós estudantes voltamos a ter a liberdade de estar na escola. Eu desejo que o nosso Brasil seja um país com muita educação. Temos potências na rede municipal de Lauro de Freitas. Precisamos fazer entender que somos fortes, podemos ser políticos, e o grêmio estudantil é o caminho de melhoria e de cobrança de qualidade na educação pública. Que tenha mais união entre professores e alunos”, declarou o jovem. 

Logo depois foi a vez da prefeita Moema Gramacho discursar. Bastante emocionada, a gestora contou sobre como foi ter estudado durante toda a vida em escola pública. “Valorizo quem está envolvido na educação. Fui alfabetizada em escola pública. Tive minha formação básica em escola pública e tenho certeza que a educação é a base de tudo. Nas escolas, o resgate histórico faz parte do processo. Precisamos trabalhar a história, a cultura, a origem e sem esses pilares perdemos a nossa identidade”, disse Moema. 

A prefeita complementou reforçando a importância da JP/2024. “A jornada é muito importante, porque ela tem um papel de formação e ao mesmo tempo de socialização das informações. A educação voltou! Temos buscado diminuir a pobreza. Buscamos e buscaremos ampliar ainda mais a educação integral. Vamos ter mais 590 vagas para as escolas de tempo integral em Lauro, precisamos seguir o planejamento e reforçar a qualificação para que tenhamos uma educação cada vez melhor em nosso município. Que possamos iniciar o ano letivo com muita garra, força e mais vontade de fazer melhor pelo nosso povo”.

Para a secretária da SEMED, Vânia Galvão, o momento é especial e auxilia na evolução educacional do município. “Estou gratificada com esse momento. Há uma presença expressiva da nossa rede aqui. São todos esses profissionais que fazem a educação em nosso município. Se fizermos uma reflexão só sobre tudo o que diz respeito a educação, todos vocês vão perceber que é desafiadora. Aqui, vamos debater as medidas que podemos tomar para que a educação pública de Lauro de Freitas siga em ampla evolução”, relatou a titular da pasta. 

O vice-reitor da UFBA, Penildon Silva, classificou a educação como um pilar importantíssimo para a evolução da criança e do adolescente no futuro. “Os professores são responsáveis por essa educação. Precisamos debate sobre a qualidade da educação em tempo integral. Não é uma educação que forma apenas para o mercado de trabalho, mas sim para o mundo de trabalho. A educação integral em tempo é uma formação que prepara para a vida e isso envolve a informação para a ciência, humanidade, artes, esportes, tecnologia, formação política, cidadania, científica, humanística entre outros”, frisou o professor. 

Docente na rede municipal de Lauro de Freitas, Hugo Ricardo, que leciona a disciplina de Língua Portuguesa no Centro Educacional Municipal Fênix, gostou do debate e está ansioso pelas temáticas que virão na programação vespertina. “A estrutura da JP/2024 é muito boa e a discussão do currículo é fundamental para a nossa prática pedagógica. A mesa temática com profissionais que têm experiência com a rede tornou a jornada ainda mais enriquecedora. Estou muito empolgado, principalmente pelo painel que vai abordar as novas tecnologias e eu espero conhecer outras experiências da rede e outros profissionais da área que atuam aqui em Lauro de Freitas”, avaliou o Hugo.
Texto – Neison Cerqueira
Foto – Rafael Magno
SUPCOM PMLF – Superintendência de Comunicação de Lauro de Freitas
www.laurodefreitas.ba.gov.br
TEL.: (71) 3288-8371

Aladim Locutor

Leave a reply