Lauro de Freitas inicia Projeto de afroempreendedorismo, com curso de tranças para estudantes

0
215

Nesta segunda (04), a Prefeitura de Lauro de Freitas, por meio da Secretaria Municipal de Políticas Afirmativas, Direitos Humanos e Promoção da Igualdade Racial, deu início ao Projeto de afroempreendedorismo, com aulas de tranças para os jovens. A iniciativa conta com a parceria da Secretaria Municipal de Juventude (SEJU) e da Associação Cultural e Religiosa Sítio da Paz.

O curso vai ser realizado no período de dez dias, com aulas práticas e teóricas, na sala de artes da Escola Estadual Bartolomeu de Gusmão. O primeiro dia da aula foi marcado pelo resgate histórico e contextualização da influência africana na cultura brasileira. De acordo com Aline Oliveira, Superintendente da SEPADHIR, o conceito é fundamental para que os alunos reflitam sobre o papel do negro na sociedade e compreendam que as tranças vão muito além do visual.

“Não vamos apenas ensinar a fazer tranças. Vamos explicar a origem e história. Vamos abordar um pouco do período da escravização, em que as negras desenhavam o mapa através das tranças, e não somente isso, elas levavam a semente para ser plantada no quilombo. Então é um resgate da nossa ancestralidade, da importância para a formação dos afro-brasileiros.”, disse.

Mariana Santos, 16 anos, aluna do 1º ano, é uma das inscritas no curso. Ela destaca que sempre teve o sonho de aprender a trançar os cabelos, mas nunca teve oportunidade. “A trança me inspira, representa muito. Desde pequena, gostava de tranças, mas nunca aprendi a fazer. Agora, vou aproveitar todas as dicas da professora e depois colocar em prática. Estou muito ansiosa”, comentou a estudante.

Durante as aulas, também será abordado o empreendedorismo através das tranças. Os jovens irão aprender um pouco sobre o ramo dos negócios e renda extra. A diretora da escola, Sandra Pitanga, ressalta que essas iniciativas são fundamentais para agregar valor, ampliar o conhecimento e favorecer as políticas públicas na cidade. “É de grande valia esse projeto. Os estudantes ganham na informação, mas ganham também na conscientização. Os olhos dos meninos brilham. Isso é resposta. É isso que as escolas precisam. Estaremos sempre abertos para todas iniciativas que agreguem valor, resgate cultural e consciência cidadã “, disse a gestora.

Jornalista: Iana Silva
Foto: Maína Diniz

04/04/2022

SUPCOM PMLF – Superintendência de Comunicação de Lauro de Freitas
www.laurodefreitas.ba.gov.br
TEL.: (71) 3288-8371
Isabela Rocha – Coordenadora de Jornalismo
Mara Campos – Superintendente de Comunicação

Aladim Locutor

Deixe uma resposta