Operação Páscoa: Procon Municipal fiscaliza estabelecimentos comerciais em Lauro de Freitas

0
44

Com a proximidade da Sexta-feira Santa e da Páscoa, o Procon Municipal Lauro de Freitas realizou nesta terça-feira (19) mais uma fiscalização nos estabelecimentos que oferecem produtos procurados pelos consumidores neste período. Desde o início do mês de março, as equipes têm realizado diversos levantamentos de preços. A ‘Operação Páscoa’ segue até o dia 29 de março. No total, já foram realizadas visitas em 19 estabelecimentos comerciais em todo município.

O objetivo da operação é garantir segurança aos consumidores nas compras para o momento festivo. Durante as pesquisas de preços, dois estabelecimentos foram autuados com o termo de constatação por conta do valor excessivo, que é comparado após pesquisas no período inicial da operação. De acordo com a equipe de fiscalização do Procon, até o momento, produtos como alho, azeite de oliva e ovos de páscoa foram os que mais sofreram aumento.

A diretora de Fiscalização do Procon, Natali Santos, explicou como é realizada as inspeções. “Sabemos que nestas datas comemorativas os produtos mais consumidos, como por exemplo, os pescados, quiabo, azeite de dendê, azeite de oliva, bacalhau e outros ingredientes usados na Semana Santa, bem como a procura por ovos de Páscoa e outros tipos de chocolates, tendem a aumentar a procura e consequentemente os preços destes acabam aumentando”, disse. 

Segundo ela, esse aumento deve ser observado pelo consumidor. “O aumento de preço não deve extrapolar o contexto e os efeitos do choque entre ofertas e de demandas, ou seja, o comércio não pode se aproveitar destas datas para praticar abusividades nos preços. O aumento é comum em determinados produtos, e estes podem ser justificados pela escassez do produto, pela inflação, e dentre outros motivos”, continuou a diretora. 

Natali também orienta os consumidores sobre produtos em exposição. “Outras dicas importantes são evitar embalagens amassadas ou rasgadas e observar se os produtos apresentam avarias. É comum que alguns ovos de páscoa venham com brinquedos no seu interior ou fora. Diante disso, é recomendado que os pais verifiquem se esses brinquedos possuem selo do INMETRO, a faixa etária, se contém peças desmontáveis, isso para que não haja risco à criança. No mais, embalagens devem trazer informações sobre a presença de glúten ou substâncias alergênicas”, alertou a fiscal. 

Em relação aos alimentos para a ceia, o Procon orienta que os consumidores observem se os pescados estão expostos ou embalados adequadamente, conservados, com boa aparência e a respectiva informação do preço e do prazo de validade. Além disso, o órgão municipal reforça ainda que, caso o consumidor se sinta lesado, ele pode procurar o órgão e fazer sua denúncia através do telefone (71) 3288-8919 e nos seguintes e-mails: [email protected] e no [email protected].

Aladim Locutor

Leave a reply