Procon Municipal deflagra “Operação Semana Santa” em estabelecimentos de Lauro de Freitas

0
237

Para fiscalizar a comercialização de produtos que compõem o cardápio típico do período do feriado que marca a Paixão e morte de Jesus Cristo, fiscais da unidade de Proteção e Defesa do Consumidor de Lauro de Freitas (Procon Municipal) deflagram a Operação “Semana Santa”, que percorre mercados da cidade, peixarias e outros espaços. A fiscalização, que também verifica as condições dos ovos de Páscoa, foi iniciada nesta última segunda-feira (03) e será finalizada na Sexta-Feira Santa (07).

O foco é vistoriar as condições de compra e venda, se os produtos não sofreram aumento exacerbados de preços, estado de conservação, prazo de validade, acondicionamento e outros. Entre os itens avaliados estão: azeite de dendê, leite de coco, quiabo, camarão seco, castanhas, chocolates, temperos, bacalhau e outros pescados.

De acordo com o fiscal Luiz Rogério Lino, o Procon Municipal sempre intensifica as ações de fiscalização nos períodos festivos. “Uma das principais ações é comparar os preços expostos na gôndola com o preço do caixa, para garantir que o consumidor não esteja sendo lesado. Até o fim da operação vamos percorrer estabelecimentos pelos bairros do Centro, Itinga, Vilas do Atlântico, Areia Branca e Portão”, disse.

Além de fiscalizar, o Procon alerta os consumidores para os cuidados que devem ser tomados durante as compras. Para aquisição de pescados, por exemplo, o órgão orienta a estar atento às condições de higiene do local e se os produtos estão bem armazenados e acondicionados. Os pré-embalados, congelados, ou em conserva, recomenda-se solicitar a conferência do peso do produto em uma balança do estabelecimento.

Já para quem for consumir ovos de Páscoa e chocolates é bom ficar atento ao formato e se estão em local arejado para não comprometer a qualidade. Quando houver brinquedos acompanhando o chocolate, a embalagem deve apresentar o selo do Inmetro e identificação da faixa etária adequada. Para todos os produtos é necessário verificar informações, como prazo de validade, peso, quantidade, além da composição em casos de restrições alimentares.

Texto Laerte Santana
Foto Raphael Muller
SUPCOM PMLF – Superintendência de Comunicação de Lauro de Freitas
www.laurodefreitas.ba.gov.br
TEL.: (71) 3288-8371

Aladim Locutor

Leave a reply