Em Lauro de Freitas, Cagiba permanece com inscrições gratuitas para aulas de ginástica rítmica 

0
90


Com mais de 500 crianças e jovens beneficiados, a Casa de Ginástica da Bahia (Cagiba), localizada em Lauro de Freitas, permanece com inscrições gratuitas para o Projeto de Ginástica Rítmica, destinado ao público de seis a 19 anos. As inscrições para matrícula são realizadas presencialmente na sede do Cagiba, no Ginásio do Aracuí, no Parque Jockey Clube, de segunda a sexta-feira, pela manhã, das 8h às 11h30 pela manhã e pela tarde, 14h às 16h30.A coordenadora da Casa de Ginástica, Evélin Lobo, explica que as aulas de ginástica rítmica são divididas em turmas, nas segundas e quartas-feiras, assim como nas terças e quintas-feiras, nos horários matutino e vespertino. “Desde a inauguração da Cagiba em Lauro de Freitas, mais de 500 crianças e jovens foram beneficiados pelo projeto. Atualmente, contamos com um público de 312 alunos frequentando regularmente, entre as turmas desenvolvidas pela manhã e à tarde. Agora, anunciamos que continuamos com inscrições abertas, para que ainda mais crianças e jovens possam iniciar ou aprimorar suas habilidades na ginástica rítmica”. Os documentos necessários para inscrição são: cópias do RG ou certidão de nascimento do aluno, do RG do responsável, do comprovante de residência, do cartão SUS, da matrícula escolar, da carteira de vacinação e atestado médico que habilita realizar atividade física.O Projeto de Ginástica Rítmica é uma iniciativa gratuita da Federação Bahiana de Ginástica, em colaboração com o Governo do Estado da Bahia, Sudesb, Setre e a Prefeitura Municipal de Lauro de Freitas, por meio da Setrel. Dúvidas podem ser tiradas no telefone (71) 9 8638-5440, durante o horário comercial, das 8h às 16h30, de segunda-feira a sexta-feira. Desenvolvimento educacional e pessoalNa sede da Cagiba, que funciona como um Centro de Treinamento de Base e Alto Rendimento, mães como Maria do Bonfim e Sueli Santos se encontram presentes diariamente, acompanhando o empenho e a dedicação de suas filhas na ginástica rítmica. Além de incentivarem a participação nos treinamentos, reconhecem a influência positiva desse esporte no desenvolvimento educacional e pessoal das crianças. A avaliação delas refletem o comprometimento das famílias em proporcionar oportunidades enriquecedoras para suas filhas, além das habilidades físicas.Maria do Bonfim relata que a filha começou a treinar no ano passado. “Ela está totalmente envolvida nos treinamentos, e o melhor é que nem preciso acordar ela para vir, ela simplesmente não dá trabalho. Eu a aconselho a se dedicar na escola também, e percebo que suas notas melhoraram desde que começou as aulas de ginástica. Para mim, é gratificante estar aqui, vendo o desenvolvimento dela. É maravilhoso ver a empolgação dela para vir treinar”, disse.A mãe das gêmeas Amanda e Leandra, de 8 anos, Sueli Santos conta que nunca imaginou ver as filhas tão envolvidas em um esporte. “Testemunhar a evolução delas e o esforço que fazem não tem preço. Nós moramos no Caji, e eu trago elas para as aulas a pé. Se fico doente e não posso trazer, elas choram. É um esforço que vale a pena, porque elas amam estar aqui. Além disso, as professoras são ótimas”, ponderou. 
Texto – Laerte SantanaFoto – Wandaick CostaSUPCOM PMLF – Superintendência de Comunicação de Lauro de Freitaswww.laurodefreitas.ba.gov.br 

Aladim Locutor

Leave a reply