Hospital Roberto Santos atende cerca de 700 pacientes no primeiro dia do Mutirão de Saúde do Homem 

0
90

Cerca de 700 pessoas compareceram no primeiro dia do Mutirão de Saúde do Homem, realizado pelo Hospital Geral Roberto Santos (HGRS), em parceria com a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU). 

A ação, que segue até esta terça-feira (14), começa às 7h e oferece vagas para consultas e exames de PSA e de toque, totalizando 3.000 procedimentos.  

Para serem atendidos, os pacientes devem comparecer ao Roberto Santos munidos dos documentos de identidade, CPF, cartão SUS e comprovantes de residência e agendamento, realizado previamente pela internet. Vale ressaltar que a marcação foi exclusivamente via internet.

Neste primeiro dia, um dos pacientes atendidos foi Carlos Flávio dos Reis, que elogiou a iniciativa, a organização e ainda deixou um recado: “venham fazer o exame de vocês, eu mesmo nunca havia feito, mas foi tudo tranquilo. Não tem nada demais”.  Ele estava se referindo ao tabu que ainda envolve o exame de próstata. 

O urologista Joabe Carneiro, coordenador do Hospital do Homem/HGRS, explicou que o mutirão, além de oferecer a consulta inicial e o exame de PSA, também dará prosseguimento ao tratamento, caso o paciente apresente alguma alteração nos exames. 

A secretária da Saúde do Estado, Roberta Santana, durante visita ao Mutirão, destacou a importância da iniciativa do HGRS, que contribui na resolutividade das demandas da população baiana, além de ser uma campanha completa de mobilização com vistas à prevenção ao câncer de próstata e ao tratamento, quando necessário. “O Governo do Estado tem buscado apoiar e incentivar que as unidades de saúde estaduais realizem mutirões e campanhas como essa, que, além de promoverem a assistência básica à população baiana em serviço importante e necessário ao público masculino, contribuem para a prevenção de uma doença grave como o câncer de próstata”, declarou Roberta.

O diretor médico, Osvaldo Neto, que também é urologista, pontuou que a campanha do Novembro Azul é para falar da saúde do homem e contribuir para acabar com o preconceito que ainda existe, sobretudo considerando que o câncer de próstata representa mais de 28% de mortes entre a população masculina.  “E são campanhas como a do Novembro Azul que vão conscientizando a população da importância de se procurar um médico e não negligenciar a saúde”. O urologista ainda esclarece que se trata de uma doença que, quando descoberta precocemente, a cura pode chegar até 90%.

Lucrécia Savernini, diretora geral do HGRS, destacou que a parceria com a SBU resultou na união de forças com cerca de 50 médicos urologistas voluntários, que trabalharam na campanha neste primeiro dia, permitindo celeridade nos atendimentos. Ela ainda acrescentou que esse mutirão abrange desde a consulta até outros exames que venham a ser necessários. 

E os médicos que se voluntariaram não são apenas do estado da Bahia. Para se ter ideia, o presidente da Sociedade Brasileira de Urologia, Alfredo Canalini, que veio do Rio de Janeiro para participar do 39º Congresso Brasileiro de Urologia, que ocorre em Salvador entre os dias 18 e 21 de novembro, está atendendo aos pacientes do mutirão, assim como outros especialistas. Canalini destacou que este é o maior mutirão já realizado em parceria com a SBU e faz parte do projeto Urologista Cidadão da entidade.

“O Urologista Cidadão vai permitir que conscientizemos a população masculina para cuidar da sua saúde, além de ser uma grande oportunidade de urologistas de todo o Brasil se mobilizarem em prol do atendimento a pacientes do SUS”, acrescenta Ubirajara Barroso, urologista e diretor científico do 39º Congresso Urologia. 

Ascom/HGRS

Aladim Locutor

Leave a reply