Moradores do Parque São Paulo solicitam mais pavimentação e saneamento durante audiência do Orçamento Participativo

0
226

Moradores do Parque São Paulo solicitam mais pavimentação e saneamento durante audiência do Orçamento Participativo O diálogo leva a construção com sabedoria e é positivo para a coletividade”, com este sentimento a vendedora, Ivanilda Machado, saiu de sua casa na noite desta quarta-feira (25) para participar da Audiência Regional do Orçamento Participativo (OP). Desta vez, a oitiva que já recolheu sugestões relacionadas às intervenções da gestão pública municipal de outras cinco localidades em Lauro de Freitas, foi realizada na Escola Municipal Jacira Mendes, no Parque São Paulo. Assim como dona Ivanilda, que mora no bairro há mais de 30 anos, outras 180 pessoas também usaram o espaço democrático e opinaram sobre as intervenções que avaliam necessárias e prioritárias para a localidade. “Ser ouvido coloca o cidadão numa condição de protagonista, nós sabemos que temos direito a voz e que nossa voz é respeitada”, afirma a dona de casa, Leia Santos. Ela conta que é atenta às demandas do bairro e está sempre em diálogo com a Prefeitura. “Nós temos que fazer a nossa parte, levar as demandas do que estamos precisando, não é só reclamar não”, exclamou.Acompanhando as proposições atentamente, a prefeita Moema Gramacho, fez um resgate das maiores intervenções que foram feitas na região de Itinga e Parque São Paulo, dentre elas, a gestora citou o Centro Especializado em Odontologia (CEO), a reforma do Hospital Municipal Jorge Novis, pavimentação de mais de 40 ruas nesta região com recursos do PAC Itinga, Cozinha Comunitária e UPA 24h. “Nós trabalhamos muito nesta localidade, mas sabemos que há muito a ser feito e por isso estamos aqui esta noite, para ouvir as necessidades mais urgentes da população”, frisou.Moema lembrou que o OP foi implantado em Lauro de Freitas ainda na sua primeira gestão à frente do executivo municipal em 2005 e que em todos os seus mandatos, tudo que foi construído foi a partir do interesse coletivo. “O OP é uma importante ferramenta de proposição. Tudo que foi sugerido aqui e nas demais audiências das outras localidades será estudado para ser implantado no exercício financeiro de 2023. Os nove delegados eleitos nesta noite terão o papel de fiscalizar e cobrar a efetividade das ações”, explicou.O Parque São Paulo está entre as áreas de expansão de Lauro de Freitas, de acordo com o secretário da Fazenda, Luiz Cláudio Guimarães, isso significa que empresas ou empreendimentos que forem fixados na região receberão incentivos da gestão municipal para se manterem na localidade. O bairro surge como importante base econômica no município tendo mais de 340 km² de extensão e com mais de mil residências no cadastro imobiliário.Proposições serão acompanhadas pelos delegadosSaneamento básico e pavimentação asfáltica foram os serviços públicos mais requeridos pelos moradores do Parque São Paulo. Para acompanhar desde o planejamento até a execução das ações, nove delegados foram eleitos pela população no final da audiência. “Eu achei muito importante esse momento de frente com a prefeita e com sua equipe. Vou representar as pessoas que confiaram em me colocar como delegada do OP acompanhado de perto tudo que será executado”, falou a delegada eleita Leandra Costa.Além da audiência presencial, os encaminhamentos podem ser realizados pelo site oficial da prefeitura www.laurodefreitas.ba.gov.br/op. Na página, os interessados podem escolher o bairro e preencher o formulário indicando suas sugestões.Próxima audiência A próxima oitiva do OP será realizada na  quarta-feira (31), no colégio Mendel em Vilas do Atlântico, às 18h. Já foram ouvidos os moradores dos bairros de Itinga, Vida Nova, Areia Branca, Portão, Capelão e Parque São Paulo. Texto – Giovanna ReynerFoto – Danilo MagalhãesSUPCOM PMLF – Superintendência de Comunicação de Lauro de Freitaswww.laurodefreitas.ba.gov.brTEL.: (71) 3288-8371 

Aladim Locutor

Leave a reply