Ato político marca o início do ano eleitoral do PT na Bahia

0
209

Realizada na cidade de Vitória da Conquista neste sábado, 20, a reunião do Diretório Estadual deu início ao calendário eleitoral da legenda. Com as presenças do governador Jerônimo Rodrigues, do ministro da Casa Civil Rui Costa, do senador Jaques Wagner, do presidente estadual Éden Valadares, do deputado federal e pré-candidato à Prefeitura do município, Waldenor Pereira, além de deputados federais e estaduais, secretários de Estado, membros do Diretório e da militância, foram discutidos a tática eleitoral e o quadro eleitoral nos municípios baianos para que o partido vença as eleições na maior quantidade de municípios do estado. Na reunião, estiveram representantes de mais 20 Territórios de Identidade e de mais de 100 cidades.

O governador Jerônimo elogiou o PT por intensificar a interiorização da presença do partido, do diálogo e da escuta com os diretórios municipais para fortalecer a legenda e se preparar para o próximo pleito, com o desafio de eleger mais vereadores e prefeitos. “Encontros como este colocam na mesa da gente a responsabilidade deste ano, a responsabilidade eleitoral. O ano eleitoral é o ano de a gente poder fazer a disputa política”, disse, ao afirmar: “Sei que de todos os 100 municípios que vieram aqui, vieram para dizer que tem expectativa, que tem projeto, que querem construir o novo ou querem dar continuidade a quem já dirige”.

O ministro da Casa Civil, Rui Costa, destacou que é importante o partido pensar quais cidades o PT quer transformar e ouvir o que o povo quer do partido, como Luiz Caetano vem fazendo em Camaçari. “Ir em cada local de cada cidade para conquistar corações e mentes”, afirmou Rui, que acrescentou que em muitas cidades nomes já estão consolidadas, que podem não estar aparecendo nas pesquisas, mas que possuem potencial grande e ainda citou outros municípios que têm nomes consolidados e devem avaliar a “estratégia de fortalecimento de Lula e Jerônimo em vez de se isolar numa candidatura que não irá crescer”.

Em seu pronunciamento, o senador Jaques Wagner agradeceu a homenagem feita pelo PT pela sua contribuição ao partido, defendeu a conquista do terceiro mandato da legenda no município e falou sobre ter o MDB na chapa como vice de Waldenor. “Ninguém constrói caminhada sozinho, ninguém constrói uma casa sozinho, é muita gente colocando tijolo, é assim na vida da Bahia, na vida de Conquista, é assim na vida do Brasil”, disse. “Queria falar para vocês que esse é um ato político e queria falar dos desafios que essa família PT, não só PT, mas a família PT com todos os aliados, que é sempre bom a gente entender que precisa juntar com outras forças. “A gente sozinho, às vezes, não tem energia suficiente para ganhar uma batalha”, disse Wagner, ao enfatizar: “Se a gente se isolar a gente não vai para lugar nenhum”. Na ocasião, o petista defendeu que o PT conquiste o terceiro mandato em Conquista com Waldenor e traga o MDB para a chapa, para que as duas forças se unam.

Presidente do PT, Éden Valadares afirmou que o PT apresentou uma opinião sobre os desafios do Brasil e da Bahia e defendeu manter como prioridade a governabilidade dos governos do presidente Lula e do governador. “Nós vamos para a eleição, companheirada, querendo eleger muito vereador e muita vereadora do PT, queremos eleger muito prefeito e prefeita do PT também, mas nós vamos para as eleições com a responsabilidade de quem é do partido do presidente Lula e do governador Jerônimo. Nós governamos o Brasil e a Bahia e vamos trabalhar para transformar cada vez mais a Bahia e para que o senhor tenha mais capacidade de gerar, elaborar e preservar mais políticas públicas que incluam nossa juventude, nossas mulheres, negros e negras, agricultores, que combata a desigualdade regional e gere oportunidade para o nosso povo”, disse Éden ao governador.

O dirigente afirmou ainda que os candidatos da base aliada que “reunirem as melhores condições para representar esse projeto aqui, o PT estará no palanque ao lado. Nós fizemos um gesto muito importante em Salvador quando apoiamos a candidatura do nosso vice-governador Geraldo Júnior, é o 15 como se o 13 fosse. O PT estará unido com a candidatura de Geraldo. Mas onde a gente tiver uma companheira ou um companheiro do PT com capacidade de liderar o nosso projeto, com mais apoio dos nossos vereadores, com chapa competitiva, onde nós tivermos base social e história como nós temos aqui em Vitória da Conquista com o companheiro Waldenor nós teremos esse time inteiro, focado, unido, com a energia do 13, a energia do PT”, afirmou Éden, ao dizer que o partido sairá vitorioso em Camaçari com Luiz Caetano, em Feira de Santana com Zé Neto, em Conquista com Waldenor e em Salvador com Geraldo: “Porque é um time só”.

O deputado e pré-candidato Waldenor disse que a reunião do Diretório é uma reunião histórica em Vitória da Conquista com a presença do governador, do ministro Rui Costa, Jaques Wagner, muitos deputados federais, estaduais, vereadores, prefeitos, vice-prefeitos, a classe política da região prestigiando o partido nessa reunião do Diretório Estadual do PT. “E, claro, fortalecer também a nossa pré-candidatura a prefeito de Vitória da Conquista. Eu estou muito alegre, muito satisfeito, muito honrado com as presenças dessas personalidades, que sem dúvida nenhuma serão fundamentais para arregimentar ainda mais a nossa pré-candidatura a prefeito da cidade de Vitória da Conquista”, destacou Waldenor, que afirmou que ainda mais do que os investimentos implementados pelas gestões petistas no município foi inaugurada uma nova forma de fazer política pautada no princípio da transparência, ética e compromisso social.


Ascom PT Bahia
Foto: Jonas Souza

Aladim Locutor

Leave a reply