Chuvas: Lauro de Freitas segue em alerta. Prefeita detalhou nesta quarta (20) ações realizadas para minimizar problemas

0
56

 

Com previsão de mais chuva para Lauro de Freitas, equipes da “Operação Chuva”, montada pela Prefeitura para minimizar os danos causados pelas enchentes, seguem de prontidão. Em coletiva realizada na tarde desta quarta (20), a prefeita Moema Gramacho detalhou as ações que estão sendo realizadas pela administração municipal e pediu que a população fique alerta, e em caso de emergência ou risco iminente, faça contato imediato com a Defesa Civil.

“Estamos passando por um momento difícil, por isso instituímos a Operação Chuva. Mesmo com as obras estruturantes que já realizamos ou que estão em execução, como a macrodrenagem do Rio Ipitanga e da Mário Epinghaus, a reversão do Canal do Irmãos, entre outras, ainda sofremos com os alagamentos. Enquanto estas obras não ficam prontas, o que deve acontecer até o final deste ano, seguiremos realizando ações emergenciais e dando total apoio à população”, declarou.

A prefeita ressaltou que, além da limpeza de córregos, desentupimento de bueiros, poda de árvores, limpeza de ruas e monitoramento de pontos críticos, também está garantido o acesso ao Programa Bolsa Aluguel para quem porventura precise deixar suas casas. Até esta quarta (20), apenas duas famílias foram orientadas pela Defesa Civil a saírem de seus imóveis. As famílias já estão sendo atendidas pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Cidadania (SEMDESC).

Chuva acima do previsto

De acordo com a Defesa Civil de Lauro de Freitas, desde o último sábado (16) até esta quarta-feira (20), 68 chamados foram abertos pela população, a maioria deles relacionados à inundação de residências. Em nenhum dos casos foram registradas ocorrências graves com vítimas fatais. Até o início da tarde desta quarta-feira, o acumulado de chuvas no município já chegava a 92 mm, mais de 25% do volume registrado em todo o mês de abril do ano de 2021.

“A maior parte dos chamados, especialmente no que diz respeito à inundação de imóveis, acontecem em habitações construídas de maneira irregular, às margens de córregos e rios, a exemplo de algumas áreas dos bairros de Portão, Itinga e Vida Nova. Como já temos mapeadas e realizamos o monitoramento das áreas críticas, nossas equipes agem de forma preventiva e não temos nenhum registro de acidentes fatais”, declarou Tiago Max, superintendente da Defesa Civil Municipal.

Intervenções vão triplicar vazão

Além dos locais citados pelo superintendente, os alagamentos também ocorrem nas Avenidas Luís Tarquínio e Brigadeiro Mário Epinghaus, e em ruas como a Jaime Vieira Lima, localizada no fundo do Maxxi Atacado, por onde passa o Canal Caji Urbis. O canal está recebendo intervenções executadas pela Conder que vão praticamente triplicar a sua capacidade de vazão, evitando os alagamentos na região. A intervenção faz parte das obras de macrodrenagem do Rio Ipitanga e deve ser concluída nos próximos 50 dias.

Operação Chuva

Participam da “operação chuva”, coordenada pelo gabinete do vice-prefeito, as Secretarias Municipais de Meio Ambiente (SEMARH), de Infraestrutura (SEINFRA), Serviços Públicos (SESP), Desenvolvimento Social (SEMDESC), de Trânsito e Transporte (SETTOP) e de Desenvolvimento Urbano (SEDUR). Em caso de emergências relacionadas às chuvas, a população deve acionar as equipes da Defesa Civil Municipal por meio dos telefones 199 ou 3288-8628 e pelo email defesacivil@laurodefreitas.ba.gov.br.

Obras estruturantes

As obras de macrodrenagem que estão em execução no município, vão reduzir consideravelmente os locais onde hoje ocorrem alagamentos em períodos de muita chuva. De acordo com a Secretaria Municipal de Infraestrutura (SEINFRA), a macrodrenagem da Avenida Brigadeiro Mário Epinghaus, realizada com recursos do Financiamento à Infraestrutura e Saneamento (FINISA) já está com 85% executada e deve ser concluída nos próximos dois meses. A intervenção vai solucionar os problemas no Centro da cidade.

Também estão em execução no município as obras de macrodrenagem do Rio Ipitanga, realizada pelo Governo do Estado, em parceria com a Prefeitura de Lauro de Freitas. Dos seis reservatórios de água das chuvas, que são liberadas aos poucos para os rios, evitando as enchentes, quatro já estão prontos. De acordo com a Defesa Civil, os três reservatórios em operação plena em Lauro de Freitas, já reduziram de forma expressiva as inundações em algumas vias como na Avenida Beira Rio.

Jornalista: Rodrigo Castro
Foto: Danilo Magalhães
20/04/2022
————————————-
SUPCOM PMLF – Superintendência de Comunicação de Lauro de Freitas
www.laurodefreitas.ba.gov.br
TEL.: (71) 3288-8371
Isabela Rocha – Coordenadora de Jornalismo
Mara Campos – Superintendente de Comunicação

Aladim Locutor

Deixe uma resposta