Conferência dos Direitos da Criança e do Adolescente de Lauro de Freitas reflete consequências da pandemia em sua 9ª edição

0
238


Mobilizar a população para refletir e avaliar os reflexos da pandemia da Covid-19 na vida de crianças, adolescentes e suas famílias foi a centralidade da 9ª Conferência dos Direitos da Criança e do Adolescente de Lauro de Freitas, realizada nesta quinta-feira (13), na faculdade Unime. Com participação de representantes do poder público e da sociedade civil, o evento se propôs a construir propostas de políticas públicas que garantam direitos no contexto da crise sanitária e humanitária. A 9ª Conferência foi promovida pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), com apoio da Prefeitura de Lauro de Freitas. Entre outros objetivos específicos do evento estão: definir ações para garantir o pleno acesso de crianças e adolescentes às políticas sociais; formular propostas de enfrentamento às violências agravadas pela Covid-19; aprofundar a discussão sobre o papel dos conselhos de direitos; refletir sobre a necessidade de ampliação do orçamento destinado às ações e políticas das crianças e adolescentes; entre outros. A prefeita Moema Gramacho participou da mesa de abertura. “Esta conferência é um momento muito importante de preparação e aprovação das políticas de direitos e defesa das crianças e adolescentes. Importante do ponto de vista da participação social, porque é ouvindo a população que buscamos fazer o melhor. As crianças e adolescentes merecem todo respeito e precisam ser ouvidos. Por isso, precisamos extrair dessa conferência tudo o que for do fortalecimento e da garantia dos direitos das crianças e adolescentes”, disse.Ao lado de representantes do governo municipal e do Conselho Tutelar, Tainá Gomes, representante das crianças e adolescentes na conferência, destacou que os jovens têm voz e vez, e lutam pelos direitos e liberdade de se imporem. “Para reivindicar direitos precisamos saber o que estamos falando, precisamos saber de políticas públicas, de leis, para expor nossas opiniões. Sempre ouvimos que somos o futuro, mas precisamos mudar isso porque somos o presente e precisamos de fato de que nos escutem”, frisou.  Após a mesa de abertura, a conferência contou com a palestra magna de Edmundo Kirger, mestre em políticas de crianças e adolescentes e em serviço socioassistencial, onde foi refletida a temática “A situação dos direitos humanos da criança e adolescente em tempos de pandemia da Covid-19: violações e vulnerabilidades, ações necessárias para reparação e garantia de políticas de proteção integral, com respeito à diversidade”.Na sequência, de acordo com o presidente do CMDCA, Antônio Birne, a conferência tirou as propostas a partir dos eixos temáticos e elegeu os delegados para a etapa territorial da Região Metropolitana de Salvador. No total foram definidas 20 propostas, para serem encaminhadas também às etapas estadual e nacional. No encerramento do evento ainda foi feita a leitura e aprovação das moções. A 9ª Conferência também contou com a apresentação do quinteto de cordas do Núcleo NEOJIBA de Lauro de Freitas. 
Texto – Laerte SantanaFoto – Raphael MullerSUPCOM PMLF – Superintendência de Comunicação de Lauro de Freitaswww.laurodefreitas.ba.gov.brTEL.: (71) 3288-8371

Aladim Locutor

Leave a reply