”Em Wagner eu confio”, afirma presidente do PT Bahia sobre voto do senador

0
130

Se estou aqui, se Rui Costa está onde está, se Jerônimo é governador, se o PT Bahia é o que é, devemos a ele. Então, eu confio demais”, comentou Éden Valadares

 

O presidente do Partido dos Trabalhadores da Bahia, Éden Valadares, defendeu o senador e líder do Governo no Senado Federal, Jaques Wagner, por seu voto, nesta quarta-feira, 22, à Proposta de Emenda à Constituição (PEC), que limita decisões do Supremo Tribunal Federal (STF). Aprovado no Senado por 52 a 18 votos, o texto ainda será apreciado na Câmara dos Deputados e tem como objetivo impedir sentenças individuais em tribunais superiores que impossibilitam a eficácia de uma lei ou de atos dos presidentes da República, do Senado e da Câmara.

 

Ao destacar que o presidente Lula, na prática, não orientou sua bancada sobre a votação e não definiu uma posição contrária ou a favor do texto, Éden destacou que tem plena confiança nas decisões, na indiscutível correção e na aguçada percepção de Wagner sobre os assuntos políticos dos mais simples aos mais complexos envolvendo os rumos da Bahia e do Brasil. ”Se estou aqui, se Rui Costa está onde está, se Jerônimo é governador, se o PT Bahia é o que é, devemos a ele. Então, eu confio demais”, comentou Éden Valadares.

 

Éden explicou ainda que apesar de não vivenciar a realidade de Brasília, por morar na Bahia devido à sua direção à frente do PT no estado, tem plena convicção da habilidade de Wagner em promover e fomentar harmonia política entre os Três Poderes. “Não vivo o dia a dia do Senado nem do Congresso. Mas sei que Jaques Wagner é um grande líder de Governo, alguém com reconhecida capacidade de articulação há décadas. Desde que foi deputado, ministro e agora senador. Portanto, ele tem os motivos dele para votar como votou e, como sempre, os apresentou publicamente. Não me peçam para rivalizar ou polemizar com o senador. Todos sabem da minha relação política e pessoal com Wagner. Minha posição, de mérito, é a do PT. Mas não vou render discordância pública com o nosso timoneiro. Se fez, tem suas razões e eu apoio. Quem sabe, daqui a um tempo, dias, semanas, meses, a gente não perceba ou enxergue a jogada que ele está fazendo? Sempre foi assim. Wagner pensa muito à frente do nosso tempo e nele eu confio”, concluiu Éden.

Ascom PT Bahia
Foto: Divulgação

Aladim Locutor

Leave a reply