Produção de geladinho gourmet é mais uma opção de geração de renda para mulheres de Lauro de Freitas

0
84

Com foco na autonomia financeira, a Prefeitura de Lauro de Freitas realizou, nesta quinta-feira (24), mais uma oficina voltada às mulheres atendidas pelos Centros de Referência da Assistência Social (CRAS) do município. Desta vez as mulheres aprenderam a produzir geladinhos gourmet. Além do preparo, com ingredientes que vão desde frutas a biscoito recheado, o público também aprendeu técnicas para comercialização dos produtos.

Oferecidas pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Cidadania (SEMDESC), por meio do Departamento de Segurança Alimentar e Nutricional (DESAN), as oficinas são realizadas duas vezes por mês com dois tipos de abordagem, voltadas à produção de alimentos para comercialização e à alimentação saudável. Moradora do Bairro de Vila Praiana, Neila Vasconcelos Silva Arnaldo está cheia de expectativas com o que aprendeu na oficina.

“Estou com uma expectativa muito grande, pois estou precisando fazer algo para me sustentar. Pensei em fazer mingau para vender, mas surgiu esta oportunidade do geladinho gourmet. Aprendi muita coisa aqui, a importância da qualidade dos ingredientes, da higiene no preparo e formas de fazer um diferencial, que é o que fideliza o cliente, para poder inclusive cobrar um pouco mais caro no produto. Estou planejando ainda como vou vender, mas já estou cheia de planos”, comemorou.

Além do amor por cozinhar e da experiência acumulada, a possibilidade de ensinar mulheres a serem empreendedoras encanta a professora Ione Silva dos Santos, responsável por ensinar a produzir os geladinhos gourmet. Ela escolheu para a oficina os sabores que são mais procurados pelos clientes – coco, maracujá, paçoca, oreo e goiaba – e deu dicas de como deve ser feito o armazenamento, precificação e comercialização dos produtos.

“Adoro dar aulas e amo ensinar para mulheres que querem empreender, que é o caminho para elas, principalmente neste momento de tanta dificuldade, em que muitas delas não conseguem um emprego com carteira assinada. Sempre digo a elas que, tão importante quanto a qualidade do produto é a comercialização, a garantia de que terão lucro. Quando aprendemos a fazer algo bem, precisamos ter em mente que temos que nos pagar por aquilo, para produzir mais e poder viver disso”, ensinou.

Jornalista: Rodrigo Castro
Foto: Wandaick Costa

24/03/2022

SUPCOM PMLF – Superintendência de Comunicação de Lauro de Freitas
www.laurodefreitas.ba.gov.br
TEL.: (71) 3288-8371
Isabela Rocha – Coordenadora de Jornalismo
Mara Campos – Superintendente de Comunicação

Aladim Locutor

Deixe uma resposta