PT Bahia se une aos movimentos sociais no ato em defesa da democracia, neste sábado (23)

0
115

Estão confirmadas em Salvador as presenças do governador Jerônimo Rodrigues, do senador Jaques Wagner e da presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann

O Partido dos Trabalhadores da Bahia vai se unir aos movimentos sociais e outros partidos de esquerda no ato político e cultural em defesa da democracia, no Dia Nacional de Mobilização, que será realizado em Salvador no sábado (23), às 15 horas, no Largo do Pelourinho, com as presenças do governador Jerônimo Rodrigues, do senador Jaques Wagner e da presidente nacional do PT, a deputada Gleisi Hoffmann, e em diversas capitais e municípios do país. Para os dirigentes do Diretório Estadual da legenda, é preciso demarcar cada vez mais a posição de proteção da democracia, principalmente após as ações da extrema-direita, como a tentativa de golpe em janeiro de 2023 e o último encontro em São Paulo, com pedido de anistia para os responsáveis por esses atos, e em um ano em que se completam 60 anos da ditadura militar no Brasil.

O presidente do PT Bahia, Éden Valadares, afirmou que a mobilização nacional é para que não haja anistia e sim punição aos golpistas. “Mobilizando toda a sociedade civil a favor da democracia e contra todos os golpes no Brasil, relembrando os 60 anos do golpe militar no Brasil e contra os golpes tentados pela turma de Bolsonaro. E esse golpe que é o pedido de anistia, que em vez de responsabilizar aqueles que tentaram promover o novo golpe no Brasil, querem premiar os golpistas. Então, às ruas, às redes, ao Pelourinho, no sábado, às 15 horas, no Pelourinho”.

Secretária nacional de Movimentos Populares, Lucinha Barbosa falou sobre a importância da mobilização e organização da militância, representações populares e movimentos sociais para somar forças aos atos que serão promovidos em Salvador e em diversas outras cidades brasileiras. “Vamos estar nas ruas, na defesa pela democracia, punição aos golpistas e não à anistia, sem anistia. E até para isso, precisamos movimentar as ruas”, disse Lucinha.

A secretária de Movimentos Populares do PT Bahia, Rafaella Rios, afirmou que a articulação do ato tem sido uma construção coletiva. “O caminho que escolhemos para construir esse processo de mobilização foi um processo de retomada da articulação entre as frentes Brasil Popular, Frente Povo Sem Medo e as diversas organizações e partidos de esquerda. Estamos com uma mobilização bastante intensa aqui em Salvador e na Região Metropolitana. Será um ato político cultural com a presença de artistas, personalidades políticas, líderes religiosos que defendem a democracia” acrescentou Rafaella, ao destacar que mais de 40 organizações vão participar do ato na capital baiana e na RMS.

Investigação – Na última sexta-feira (04), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, retirou o sigilo dos depoimentos recolhidos pela Polícia Federal de militares que faziam parte da gestão de Jair Bolsonaro. Nas declarações divulgadas, integrantes das Forças Armadas ouvidos na investigação apontam envolvimento do ex-presidente na tentativa de golpe, após o presidente Lula vencer as eleições de 2022.


Ascom PT Bahia
Foto: João Valadares

Aladim Locutor

Leave a reply