Estado chega a 375 escolas com Educação em Tempo Integral e supera meta do Plano Estadual de Educação (PEE)

0
360

Com atenção direcionada à formação integral do estudante, o Governo da Bahia prioriza, cada vez mais, a Educação em Tempo Integral na rede estadual de ensino. Só nesta semana, oito novas escolas em Tempo Integral entraram em funcionamento, localizadas nos municípios de Amélia Rodrigues, Itabuna, Tucano, Iraquara, Jaguaripe, Jaguarari, Serrolândia e Presidente Dutra. Nesta terça-feira (7), em Presidente Dutra, foi realizada a entrega oficial do Colégio Estadual de Tempo Integral Leila Janaína Brito Gonçalves, pelo governador Jerônimo Rodrigues e pela secretária da Educação do Estado, Adélia Pinheiro.

Com as novas escolas, a rede chega a 375 unidades escolares com oferta de Tempo Integral, em 260 municípios, com 58.806 estudantes beneficiados. Isso significa que o governo do Estado chegou a 34% das escolas estaduais com Educação em Tempo Integral e já ultrapassou a meta 6 do Plano Estadual de Educação (PEE), 2016-2026, Lei nº 13.559 de 11 de maio de 2016, de que, até 2026, 25% das escolas da rede estadual fossem de Educação em Tempo Integral.

A secretária da Educação do Estado, Adélia Pinheiro, ressaltou a importância desta oferta para a formação dos estudantes. “As novas escolas contam com um espaço amplo e confortável, que é convidativo para o processo formativo. Esta é a nossa responsabilidade e que nós compartilhamos com a sociedade, pois o lugar do estudante é na escola. Nós temos sim investido em estrutura física e esta escola de hoje é um exemplo. Mas temos investimento, também, em permanência do estudante, em alimentação escolar, em formação de professores, em estruturação e gestão, para que a escola funcione. É um conjunto de ações que se voltam para que, de fato, os jovens estejam na escola em processos concretos, felizes e significativos de aprendizagem”.

Para se ter uma ideia da expansão da Educação em Tempo Integral na rede estadual de ensino, em 2014, a oferta abrangia 59 escolas estaduais, localizadas em 14 municípios, com atendimento a 15.722 estudantes. Em 2022, o número subiu para 263 escolas em Tempo Integral, localizadas em 186 municípios, com 41 mil estudantes beneficiados. A Educação em Tempo Integral amplia os tempos e espaços de formação escolar dos estudantes, além de consolidar um currículo integrado a partir de experiências educativas, científicas, artísticas, culturais e esportivas, fortalecendo a relação da escola com a família e a comunidade.

A estudante Agda Rocha da Cunha,16, 2° ano, do Colégio Estadual de Tempo Integral Leila Janaína Brito Gonçalves, em Presidente Dutra, está radiante com a nova escola e as novas possibilidades de aprendizagem. “É uma estrutura imensa, maravilhosa e que eu nunca imaginei estudar em uma escola como esta. Creio que vai despertar em nós, estudantes, ainda mais vontade de estudar e buscar novos conhecimentos”, disse, entusiasmada.

A coordenadora pedagógica Mônica da Silva, do Complexo Educacional de Tucano, que será entregue oficialmente pelo governador nos próximos dias, ressaltou o ganho que o estudante tem com essas novas estruturas. “As novas instalações representam um salto de qualidade na educação pública estadual da Bahia, construindo uma nova perspectiva de ensino pautada na ciência, nas tecnologias, na inovação pedagógica e no protagonismo estudantil. O diálogo entre local e global oferece aprendizagens significativas, que consideram as subjetividades dos sujeitos e seus territórios”, comemorou.

Aladim Locutor

Leave a reply