Prefeitura promove “aulão” para alunos da rede municipal de ensino visando provas avaliativas do SABE e SAEB

0
141


Os alunos do 2º, 5º e 9º ano da rede municipal de ensino de Lauro de Freitas passarão por avaliações externas, com as provas do Sistema de Avaliação da Educação Básica (SAEB) e do Sistema de Avaliação Baiano de Educação (SABE). Visando fortalecer o aprendizado dos estudantes, foi promovido pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Educação (SEMED), nesta quarta-feira (13), um aulão, envolvendo as escolas municipais Ana Lúcia Magalhães, Fênix e Ipitanga. A atividade foi realizada no Cine Teatro, no Centro da cidade.A disputa sadia por quem acertava mais questões e, consequentemente era pontuada, também teve seu momento de seriedade. A união das escolas para responder corretamente às questões, evidenciou o interesse no que era proposto: o aprendizado. As duas avaliações são importantes, pois é por meio delas que é medido o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) do município.Entendendo a importância das avaliações, Eduardo Ramos, de 15 anos, gostou do modelo de aula diferenciada e elogiou a didática aplicada. “Muito bom, porque a gente aprende mais e é uma forma de juntar as escolas, numa atividade mais descontraída e prática”, disse o aluno do 9º ano A da escola Ipitanga. Professor de matemática, Osvaldo Oliveira acredita que a junção das escolas facilita a interação entre os alunos e auxilia na troca de experiência de aprendizagens. “Quando a gente sai da sala de aula e o aluno tem outra vivência, tende que ele venha aprender mais com isso. Essa participação e junção entre escolas, acredito que abre mais a mente dos alunos, possibilitando que eles tenham um aprendizado mais eficaz, que eles aprendam de outra forma, que é interagindo com outros alunos”, contou.Aos 15 anos e também aluna do 9º A da escola Ipitanga, Melissa Farias, aprovou a iniciativa e entende que a atividade vai auxiliar na hora da prova. “Essa forma de aprendizado é muito importante, pois potencializa o trabalho em grupo. Incentiva o aprendizado. A colaboração. O respeito entre as escolas. Para quem vai fazer a prova, vai poder revisar, entender e interpretar melhor as questões, e como responder e calcular o que vai cair nas provas”, comentou. Para a professora e técnica do ensino fundamental da SEMED, Antonia Geny, o primeiro aulão está aprovado, pois segundo ela, a participação ativa dos alunos na atividade mostra o quanto os estudantes estão empenhados para a realização dos exames. “Desde que iniciamos aqui, vimos uma empolgação e compromisso das equipes de buscar uma resposta. Isso é um sinal de que eles estão gostando e de que está legal esse modelo. Então, esse é o primeiro aulão envolvendo mais escolas, com o objetivo de revisar as questões para avaliações externas do SABE e SAEB. A intenção é que as escolas possam fazer essa atividade dentro das unidades. Projetamos um piloto modelo e após isso, vamos começar a aplicar dentro das escolas”, declarou. 
Texto – Neison CerqueiraFoto – Lucas LinsSUPCOM PMLF – Superintendência de Comunicação de Lauro de Freitaswww.laurodefreitas.ba.gov.br

Aladim Locutor

Leave a reply