Nota sobre ônibus ilhado em Lauro de Freitas

0
23

O Centro Integrado de Mobilidade Urbana (CIMU) de Lauro de Freitas foi informado sobre a situação do ônibus ilhado no cruzamento entre as ruas 15 de Janeiro e Baixa Grande, no Caji, por volta das 4h da manhã. A Prefeitura, por meio da Settop (Secretaria de Trânsito, Transporte e Ordem Pública) e da Defesa Civil do município, se juntou ao Corpo de Bombeiros para ajudar no resgate dos passageiros.

De acordo com a Settop, devido às fortes chuvas, o local estava interditado com cones para evitar a passagem de veículos, e que o motorista do ônibus assumiu o risco ao passar pela rua.

Segundo a Defesa Civil de Lauro de Freitas, o último Aviso Meteorológico emitido pelo Instituto Nacional de Meteorologia-INMET informou a possibilidade de chuva entre 50 e 100mm/dia entre os dias 19 e 20. O pluviômetro Automático registrou acumulado de 76,94mm de chuvas nas últimas 12 horas, muito superior ao volume esperado para o período normal.

OBRA NO LOCAL

A obra de macrodrenagem dos rios Joanes e Ipitanga realizada pelo Governo do Estado, por meio da CONDER – Companhia Estadual de Desenvolvimento Urbano, compreende a implantação de seis reservatórios de amortecimento, que funcionam como bacias de retenção para controle das cheias, nove canais, além do desassoreamento do leito dos rios com ampliação da calha, para maior fluidez das águas pluviais, minimizando as enchentes e alagamentos.

Em virtude das fortes chuvas que atingem o município de Lauro de Freitas, foi registrado, na manhã desta quarta-feira (20), um alagamento nas proximidades do Canal Caji-Urbis, que está em fase de implantação com 80% dos serviços concluídos, portanto sem a sua plena funcionalidade.

Este canal recebe a contribuição das águas pluviais de três comunidades (Vida Nova, Caji e Jardim Ipitanga) e possui uma extensão de 1.636 metros, onde estão sendo realizados serviços de aumento da seção e substituição das galerias, com quase o triplo da capacidade de escoamento, para a melhoria da vazão das águas pluviais. Vale ressaltar que o descarte irregular de materiais contribuem para a obstrução do canal e, consequentemente, o registro de alagamentos.

ASCOM / PMLF
20.04.22

Aladim Locutor

Deixe uma resposta